LIVRO ENSINA AS MULHERES A SE TORNAREM EXPERTS NO POMPOAR

Publicado: 29/03/2010 em allTV, Paulo Ragassi, PROGRAMA TAH LIGADO!, Uncategorized
Tags:, , , ,

Lu Riva, Paulo Ragassi, Karine Rodrigues, e Giovana Spinelli no TAH LIGADO!

Confira na íntegra a entrevista que a Lu Riva concedeu ao Portal Terra para o jornalista Claudio R. S. Pucci, sobre o seu livro. Ao se falar em pompoarismo, a arte milenar de movimentar os músculos da vagina, a primeira imagem que passa é de algo exclusivamente sexual, limitado a poucas mulheres, especialmente a aquelas que não têm padrão moral algum. Ledo engano, o método surgido na Índia há muitos séculos, pode ser um excelente coadjuvante na solução de infecções vaginais, traz um melhor autoconhecimento feminino e ainda facilita à mulher chegar ao orgasmo. E agora, a partir de abril, as técnicas ficam um pouco mais acessíveis com o lançamento do livro Pompoar: Prazer & Saúde, da professora Lu Riva, também conhecida como Lu Pompoar. A ex-publicitária descobriu o pomparismo há seis anos quando buscava soluções para um problema de saúde e acabou se especializando no assunto. Hoje dá aulas em residências e academias. Por telefone, Lu Riva nos contou um pouco mais sobre como o pomparismo pode mudar para melhor a vida de uma mulher. Terra – Você teve um contato com o pomparismo por causa de um problema de saúde, não é isso? Lu Riva: Sim, por volta dos meus 25 anos de idade eu tinha crises constantes de infecção urinária e mesmo com todos os exames que fiz, nenhum médico conseguia localizar a raiz do problema. Obviamente que isso afetava minha vida, já que eu não saía de casa sem meu “kit-doente”, e minha vida sexual não existia. Aí passei a pesquisar doenças do trato urinário e entre as soluções estava o pompoarismo. Já haviam mostrado clinicamente que essa arte podia curar ou melhorar problemas de incontinência urinária. No caso da cistite, o fato de você fortalecer as paredes internas da vagina, aumentando a circulação de sangue, provoca aumento na imunidade. Terra – E como foi essa sua pesquisa? Aprendeu com alguém as técnicas do pompoarismo? Lu Riva: Não, na verdade pesquisei em literatura médica, livros especializados em pompoarismo e em tantra, sites e, principalmente, estudei a fisiologia feminina e os músculos vaginais para entender seu funcionamento. Por exemplo, quando a mulher aprende a movimentar o primeiro anel vaginal, o externo, dá a impressão da vagina mandar beijinhos. Se ela movimenta o segundo anel, consegue movimentar o clitóris para cima e para baixo, como se estivesse se despedindo. Por isso eu brinco que a vagina é o único órgão que não só beija como dá tchau. Terra – E por falar nisso, você curou seu problema? Lu Riva: Sim, nunca mais, de lá para cá, tive problemas. Terra – Tenho a impressão que a vagina ainda é um território tabu para as mulheres. Como você avalia isso? Lu Riva: É interessante isso porque é verdade. Você já notou que quando uma mulher está para sair, ela olha para trás para ver se o bumbum está todo em cima? Dificilmente presta atenção na própria vagina. Já vi acontecer muitas vezes nos meus cursos em grupo o fato de quando eu peço para a moça tocar seu braço, ela o faz, com as pernas não há problema, mas quando peço para tocar a vagina, elas começam a rir. E não tocam. Parece que vagina é palavrão aqui no Brasil, e a mulher tem que encarar que sua vulva é parte do seu corpo e que uma vulva doente significa que o corpo está doente. Terra – E como as mulheres encaram o pompoarismo? Lu Riva: Eu vejo algumas dificuldades, como primeiro não saber o que é pompoarismo. Depois, tem aquelas que sabem o que é anel de entrada e o canal vaginal, mas não conseguem identificar o que são os 1º, 2º e 3º anéis. E finalmente, aprender a movimentar esses anéis. Terra – E como seu curso e seu livro ajudam nesse sentido? Lu Riva: Eu vou ensinar passo a passo como ela pode identificar cada anel, como ela vai se descobrir e como movimentar os músculos vaginais. O livro possui 70 exercícios diferentes e coloquei também um diário de treinamento para os primeiros 30 dias. Pela minha experiência, quem pega gosto nesse primeiro mês, não para mais. Terra – É necessário comprar os acessórios, como vibradores ou o colar tailandês (pequenas bolas atreladas em um cordão)? Lu Riva: Não é obrigatório, mas os resultados aparecem mais rapidamente com eles. É como fazer academia, alguns exercícios podem ser feitos com aparelhos ou não, mas se o atleta optar por usar o aparelho, o processo será mais acelerado. Terra – Você não enfrenta preconceito das próprias mulheres achando que pompoarismo é coisa de mulher depravada? Lu Riva: Eu dou aulas numa rede de academias voltadas para mulheres aqui em São Paulo, e uma senhora me disse que achava que pompoar era para garotas de programa conseguirem satisfazer seus clientes. Eu respondi que é algo voltado para a mulher moderna, aquela que se preocupa e tem consciência do próprio corpo e obviamente que encara sua sexualidade de maneira madura. Ela se tornou minha aluna (risos). Terra – Por falar nisso, possui alguma contraindicação? Lu Riva: Nos meus cursos e mesmo no livro, eu peço para que a aluna consulte seu ginecologista antes. Você tem que ver que haverá aumento de circulação sanguínea na vagina, por isso, é preciso examinar para ver se não há miomas, por exemplo. Terra – Indo do útil para o agradável, como a prática vai influenciar na vida sexual da mulher? Lu Riva: O prazer se torna muito mais intenso porque você passa a controlar sua vagina. Até mesmo os exercícios excitam porque há irrigação sanguínea. Dando um exemplo, eu tive uma aluna de 67 anos de idade que nunca havia chegado ao orgasmo, e depois de três semanas do curso ela me ligou para falar que finalmente havia conhecido a sensação. Terra – Só que é sabido que 70% das mulheres tem prazer pelo clitóris. Lu Riva: Porque não sabem usar a vagina. Pense bem, a mulher tem orgasmo pelo clitóris porque ele é tocado de uma maneira que provoca essa sensação. Com o pompoarismo, você aprende a mexer a musculatura vaginal, a abraçar o pênis na penetração e obviamente as sensações serão outras. O orgasmo é muito mais forte. Eu mesma só descobri orgasmo vaginal depois que comecei a praticar o pompoarismo. Terra – Você recebe muitos agradecimentos de homens? Lu Riva: Não, só pedidos de socorro. Eles geralmente me escrevem falando “ajude minha namorada” ou mulher. Só que depois do curso, quem me agradece são elas. É assim, fez-se muita propaganda que o pompoarismo é prazeroso para o homem, mas a verdade é que aumenta o prazer dos dois. Terra – Ou seja, só tem vantagens? Lu Riva: Sim, e é preciso ser dito que ao se levar os exercícios a sério, a mulher trabalha também o abdômen e os glúteos, que são duas áreas que elas mais procuram na academia, além de queimar bastante calorias. Isso sem contar o aumento na autoestima e na sensação de estar mais bonita. Serviço:  Pompoar: Prazer & Saúde será lançado na edição 2010 da Erotika Fair que começa no dia 09 de abril no Mart Center em São Paulo e custa R$ 30.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s