Arquivo de julho, 2010

Nesta sexta, dia 30 de julho no PROGRAMA TAH LIGADO! Maga Lieri & Paulo Ragassi recebem a numeróloga MARLI TAPARELLI e os mistérios da NUMEROLOGIA CABALÍSTICA! Marli Taparelli, brasileira, bacharel em direito, por muitos anos trabalhei na área de Publicidade e Propaganda. Sempre me dediquei a estudos/literaturas voltados ao “dito oculto”, ou místico.  Fiz alguns cursos com vários profissionais, dentre eles: Radiestesia, Hebraico + Kaballah   + Tarô iniciático, Quirologia, Numerologia Cabalística, Geomancia, Astrologia esotérica, Introdução a Alquimia e Elementoterapia, Tarô: dentro das várias correntes como Egípcio, Marselha e Mitológico. Cura Prânica/energética, Heiki Nível I e II, Metafísica/Linguagem Corporal Experiências profissionais: Atendimento e Cursos de Numerologia e Radiestesia: Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Pax Universal – Braz Leme, Cristal Espaço Esotérico – São Caetano do Sul, Irmandade de Saint Germain – Santos, Sociedade Teosófica – Loja Liberdade. Cursos Particulares E aqui abaixo esta uma introdução ao mapa pessoal cabalístico que toda pessoa recebe para poder entender melhor e saber como usar o material.  Este texto poderá lhe dar algumas idéias de perguntas ou ainda de esclarecimentos que poderemos dar no decorrer do programa.  É um texto bem “b a ba”. NUMEROLOGIA CABALÍSTICA: Antes de entrar na leitura de seu mapa, é necessário conhecer com reais fundamentos, de que forma, e por quais razões esta antiga ciência é um grande, senão o maior auxiliar que existe para o ser humano. Ela é antes de qualquer coisa, uma ciência exata, e atua independentemente de nossa crença neste fato, visto que os números são a base de TUDO  que existe no universo.   A vibração numérica, seja isolada ou seqüencial, exerce profunda e contínua influência no decorrer de nossas vidas, independentemente de nossa vontade. A numerologia tem um princípio Cósmico e Divino, e em não sendo uma lei humana, sobrepõe-se à nossa vontade, quando caminhamos desconhecendo sua força. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, ela não “adivinha” o futuro, mas sim, nos mostra o nosso “EU” real, descrevendo com exatidão as experiências do nosso passado, o momento presente, e os caminhos futuros, e aqui, o mais importante: a melhor forma de percorrê-los. Assim, cabe a cada pessoa modificar suas atitudes e seu caminho a percorrer, utilizando-a de modo a “atrair” de maneira mais rápida, as condições que se fazem necessárias para a realização de seus desejos. Importante é ressaltar, que todo ser humano tem seu livre arbítrio, e por essa razão, a numerologia não adivinha futuro, já que cada um é livre para fazer ou não fazer, ou ainda fazer de outro modo qualquer coisa que queira durante a vida. NENHUMA ciência é capaz de predizer o futuro de quem quer que seja, pois o livre arbítrio é mais forte do que qualquer predição, e podemos seguir por onde quisermos, independentemente de qualquer oráculo. Porém, aquele que não se curva, diante da sabedoria dos números, despreza um grande tesouro, pois que, fatalmente sua vida seguirá o curso já determinado pelo seu nome e data de nascimento, sem que lhe seja possível alterar os fatos ou as condições em que tais fatos ocorrem. Para algumas poucas pessoas, isto poderá não fazer muita diferença, se suas vibrações numéricas forem relativamente boas, mas para a imensa maioria, a vida será uma constante de altos e baixos em todos os setores, sem que saibam a razão disso, e perderão tempo e energia lutando com situações que poderiam ser transmutadas, evitando-se inúmeros aborrecimentos. Apenas para se certificar do princípio e eficácia da numerologia, recomendo a leitura de pouquíssimas linhas do livro sagrado: a Bíblia. Verifique em Gênesis 17: 5, 17:15, e  35:10. Nada há de dogmático ou religioso nesta leitura; apenas iremos ver que DEUS trocou os nomes de Abrão, sua esposa Sarai, e Jacob. Em tudo há um sentido, nada, absolutamente nada ao acaso, e isso foi feito para que eles pudessem cumprir uma missão. Note que não foi alterada a pessoa em si, já que isto é impossível, mas sim reorganizada a vibração numérica dessas pessoas, para que pudessem seguir e agir conforme se  fizesse necessário. Simplesmente em TODOS os livros sagrados, como a Bíblia, O Bagavad-Gita, o Alcorão, o Sefer  Yetzirá – Livro da Formação e o Zohar – Livro do Esplendor (dos cabalistas), isto está relatado, e portanto, um pouco de bom senso e prudência nos fará prestar mais atenção nesses fatos. Ainda que não tenhamos o bom senso e a prudência, com certeza os reveses da vida nos serão úteis, pois talvez abram nossos olhos e nossa mente para uma melhor compreensão, quando então procuraremos saber o por quê de determinadas coisas acontecerem. Nesse momento, é que iremos descobrir até com um certo espanto, que tudo estava descrito em nossa vibração numérica. A criação de cada espírito, ou seja, de cada um de nós, implica em movimento, e não existe movimento sem som. Assim sendo, cada um de nós tem um som ou tom primordial que ressoará por toda nossa trajetória, razão pela qual é de extrema importância a escolha do nome que a pessoa recebe ao nascer. A cultura materialista dominante no ocidente faz com que a escolha do nome de um filho seja feita por varias razões, como a sonoridade, a moda, e até razões absurdas, como a composição silábica do nome dos pais, ou por homenagem ao pai, ao avô, à avó,  e assim por diante. Na imensa maioria dos casos, dar um nome aleatoriamente a uma criança, é assinar um pedido de dificuldades para o filho ou filha. Em realidade, o nome que deve ser dado a um filho, deve ser recebido intuitivamente por alguém intimamente ligado a ele, sendo isto, o resultado da ressonância da vibração daquele espírito. Caso isto não seja sentido, deve recorrer-se a alguém que tenha conhecimentos dentro na numerologia cabalística e/ou da própria cabala a fim de achar um nome adequado. Num futuro próximo, nós ocidentais, talvez sejamos lamentavelmente  lembrados, como um povo que dava nome a seus filhos, sem saber o que tais nomes poderiam lhe causar.  Nosso total desconhecimento, vem da descrença, do esquecimento de tal ciência por séculos a fio; a imensa maioria das pessoas, simplesmente dá os ombros, afirmando até com certo sarcasmo seu desprezo pela numerologia mas, se esquecem de uma coisa: os números operam independentemente de tudo, quer você acredite ou não, pois os mesmos são a única forma possível de expressar quantitativamente as vibrações que criaram o universo, além de serem também, a única forma de grandeza compreensível pelo nosso cérebro. Porém, nem tudo está perdido. Esta milenar ciência que é numerologia cabalística, vem em nosso auxílio para transmutar os números do nosso nome, e com isso, aplainar nossos caminhos.  Ocorre que geralmente, quando algo é oferecido com facilidade ao nosso conhecimento, não nos desperta muito interesse; os seres humanos preferem procurar do modo mais difícil, e com isso perdem muito tempo. Mas para tudo existe um tempo exato na natureza; nem antes, nem depois. Por essa razão, é chegada a hora de você descobrir o que muitas vezes consegue apenas ver, porém sem enxergar. A numerologia cabalística, nada tem de mágico; é uma ciência exata e infalível, de cunho hermético, ou seja, oculta, não de secreta, mas sim de desconhecida. Seu cunho hermético, deriva de Hermes Trismegisto, (o sábio três vezes grande), que na antiguidade nos legou definitivamente essa sagrada ciência. Ela, é a base de todas as outras ciências como a química, a engenharia, a cromoterapia, a radiestesia, etc…, que tanto nos auxiliam, e sem nenhuma exceção, são baseadas em números. Não adotamos a numerologia Pitagórica, – conquanto seja também uma ciência ímpar – por ela, a nosso ver, tratar mais detidamente da proporcionalidade matemática e não numerológica dos sons; isto é natural, visto que a mesma é bem mais recente. Cabe ainda lembrar, que devemos viver e semear o que queremos colher, e assim devemos viver nutrindo somente sentimentos de paz, humildade, amor  e retidão de caráter. Muitas vezes, seguimos por caminhos diferentes por desconhecimento, acomodação ou teimosia, sem obedecer ao que nos era predestinado, passando quase toda a vida “dando murro em ponta de faca”, e é nisto que a numerologia cabalística pode nos ajudar; sabemos porém, que em certos casos, a pessoa não poderá fugir do seu destino, visto que a lei Cósmica Universal, é imutável, incorruptível e eterna, não se amoldando a nossos desejos, e assim, fará cumprir os desígnios a que tal pessoa está submetida.  Se transgredirmos a lei, invariavelmente teremos que pagar. Não nos esqueçamos que todos os planetas giram em torno de seu eixo e também do sol, por milhões de anos, sem jamais adiantar ou atrasar um único segundo, e sem muito esforço podemos concluir que absolutamente TODO o Universo, obedece a um cálculo matemático; não seria diferente com nós seres humanos, já que somos um microcosmo, cópia exata do macrocosmo. Na maioria das vezes, durante o decorrer de nossa vida, não prestamos atenção a detalhes e coisas, que para nós sempre ficam num segundo plano; freqüentemente, esses detalhes renegados, são os “buracos negros” por onde fogem as melhores oportunidades que nos são apresentadas, e só nos damos conta, quando o desastre já aconteceu. A NUMEROLOGIA CABALÍSTICA, nos mostra claramente e sem erro, o porque tal pessoa está vivendo certo tipo de vida, e como – caso seja seu desejo – modificá-la. Ela nos informa a tendência a que a pessoa está sujeita, e como os fatos irão evoluir, se a pessoa agir desta ou daquela maneira. Vemos então, que ela é a ciência do conhecimento, orientação e controle que serve para toda vida, fazendo com que possamos tirar o máximo proveito de cada fase que vivemos. Com isso, poderemos atrair aquilo que nos é necessário de forma mais rápida, e ao mesmo tempo, evitarmos as armadilhas do caminho; e nada de sobrenatural há nisto, já que as alterações são feitas de modo a conseguir a nova vibração desejada, eliminando ou modificando na medida do possível os  números indesejáveis, sejam eles arcanos ou seqüências negativas, para que a vida passe a fluir em outra freqüência. Essa arte, a NUMEROLOGIA CABALÍSTICA, permitirá  que você encontre a paz, o sucesso, o amor, a saúde e a harmonia, há tanto esperadas. Pelo o aqui exposto como introdução ao seu MAPA NUMEROLÓGICO, felicito-o pela iniciativa e escolha dessa infalível e milenar ciência. Votos de luz, e felicidade plena. IMPORTANTE: O nome que lhe foi dado por ocasião de seu nascimento, descreve quem você é, o modo como reage, seu temperamento, sua personalidade, seus pontos fortes e pontos fracos. Essas coisas SÃO você, e não podem ser alteradas por um novo nome, pois você jamais perderá as características com que veio ao mundo. Ao mudar seu nome (assinatura) caso seja necessário, você passará dessa forma, a atrair novas vibrações para junto de si, que se apresentarão nas áreas que estiverem sendo enfatizadas nessa fase de sua vida, e que você busca. Uma mudança de nome com o qual você se apresenta, e/ou sua nova assinatura corretamente planejadas,  atuarão como um grande auxílio externo,  para ajudá-lo a apressar o surgimento de oportunidades antes inexistentes ou distantes de sua vibração numérica anterior. Este MAPA NUMEROLÓGICO, não é mágico, e nada poderá fazer, se você não seguir os ensinamentos aqui propostos. Alguns números, ítens e configurações pessoais aqui expostos, poderão não lhe agradar, ou até aparentemente não terem nada que se relacione  com você.  Não se esqueça no entanto, que há muitas facetas escondidas dentro de cada um de nós, e que só nos é revelada no dia e hora exatos que se fizerem necessárias, e isto, independe da vontade de cada um. A riqueza à disposição do ser humano, não se constitui só de posses, como alguns podem imaginar. A riqueza verdadeira, reside em outros valores, muito além das coisas materiais. A riqueza material, será apenas um reflexo e conseqüência das outras coisas mais elevadas que temos que buscar antes dela. Sem nenhum medo de errar, podemos afirmar que sem esses outros valores, a posse do dinheiro não trará a felicidade que alguns pensam ter ao possuí-lo. Se quiser de fato a prosperidade em todos os sentidos, aja com carinho, dedicação, perseverança, amor, fé, e confiança, pois somente por esses canais bem abertos, é que a prosperidade flui. Você está de posse de um inigualável auxílio, e tenha certeza que seu MAPA NUMEROLÓGICO será o melhor orientador que você pode contar. Recomendo prestar a máxima atenção em todos os detalhes de seu mapa, não se deixando impressionar por nenhum ítem em especial, e nem achando que este ou aquele número é mais ou menos importante. Releia as informações e descrições contidas no MAPA freqüentemente, e até mesmo relembre e compare as indicações com coisas que já ocorreram em seu passado. Nas situações cotidianas, especialmente em tomadas de decisão, é sempre bom consultá-lo; não fazendo dele uma muleta, mas sim um aliado nos momentos cruciais, e também nos momentos felizes. Como último lembrete, gostaria de dizer que nenhum mal há em se comentar com outras pessoas sobre tal ciência; isto é até salutar, na medida em que isso poderá estender o conhecimento e também beneficiá-las, caso desejem ter seu próprio MAPA, tomando assim, o controle de suas vidas.  Porém, por questões energéticas, É DESACONSELHÁVEL QUE SEU MAPA NUMEROLÓGICO SEJA LIDO OU MANUSEADO POR QUALQUER OUTRA PESSOA. Lembre-se que o MAPA NUMEROLÓGICO, é você, e pode não lhe ser útil ou agradável, que outras pessoas não autorizadas por você, venham a conhecer detalhes e nuances íntimas de seu modo de ser. Portanto, evite esquecê-lo sobre móveis, estantes, local de trabalho, faculdade, banco do carro, etc… Leia-o, e reserve a ele um bom lugar para guardá-lo, pois sem sombra de dúvida, ele será um companheiro de enorme valia, e não se esqueça: ele vale para toda a vida. Não vacile, e não duvide, pois os números são capazes de prodígios muito além de nossa compreensão. Pode ser que você já tenha se enganado anteriormente com outros métodos ou até mesmo oráculos. Isto ocorre, porque a maioria deles é subjetiva e imprecisa. Com a Numerologia isto não ocorre, por ser uma ciência exata. Apenas analise e veja por si só; se concluir que assim é, utilize-a para seu crescimento e bem viver; se todavia continuar em dúvida, afaste-se dela, pois em nada ela lhe poderá ser útil, já que provavelmente você continuará trilhando seu caminho tendo como balizas apenas o seu próprio saber, e em não estando preparado para um novo conhecimento, muito menos o estará para um novo caminho.  Porém aqueles que a adotarem, por certo sentirão seus benéficos efeitos em breves tempos.  Mantenha a mente aberta, e procure ver nas frestas e entrelinhas do dia a dia, as mudanças sutis que ocorrerão.

Anúncios

TOM ZÉ NO COMITÊ CLUB

Depois de muito samba, black music e hip hop, a Boia Fria Produções e a CASA8 Comunica trazem ao Comitê Club TOM ZÉ, no show PIRULITO DA CIÊNCIA. “É permitida e autorizada a entrada de adultos no show, já que este Pirulito democratiza as faixas etárias e não se destina exclusivamente às crianças”. É assim que Tom Zé apresenta seu show intitulado O Pirulito da Ciência no Comitê Club, no próximo sábado, dia 24 de julho. A apresentação retrata seu caminho artístico, com canções que se popularizaram e também aquelas que marcam suas decisões de percurso e escolhas estéticas. É o registro da produção artística de um dos artistas mais singulares do Brasil. O show tem nome homônimo ao DVD e ao CD lançados em março pela gravadora Biscoito Fino. O DVD foi dirigido por Charles Gavin , músico dos Titãs e pesquisador da música popular brasileira. Entre as canções, Augusta, Angélica e Consolação; Nave Maria; Parque Industrial; São São Paulo; Classe Operária; Menina Jesus; Faça suas Orações; Roquenrol Bim-Bom; O céu desabou.   Tom Zé se apresenta com Lauro Léllis (bateria), Cristina Carneiro (teclado e voz), Daniel Maia (guitarra e voz), Renato Léllis (baixo e voz), Jarbas Maria (percussão, cavaquinho, viola 12 cordas e voz) e Luanda (vocalista). Vale destacar que os músicos, que já tocam com Tom Zé há bastante tempo, acompanham as surpreendentes transformações que o artista desenvolve no palco, seja nas canções ou nas interpretações. O importante, diz Tom Zé, é “fazer da vivacidade do espetáculo uma companheira que belisque o cognitivo da platéia. É uma característica nossa, dos brasileiros. Essa tarefa é uma herança da prática nordestina de agir com generosidade com a platéia… E é o meu jeito de ser brasileiro.” Sobre Tom Zé: Considerado um dos artistas mais originais da Música Popular Brasileira, Tom Zé, 74 anos, participou ativamente da Tropicália nos anos 1960 e se consagrou uma voz alternativa influente no cenário musical brasileiro. Oriundo de uma família abastada por conta de um bilhete premiado de loteria, Tom Zé nasceu em Irará, no sertão baiano, em 1936. Adolescente, mudou para Salvador, onde passou a aprender violão. Estudou na Escola de Música da Universidade Federal da Bahia e, na mesma época, se aproximou de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa e Maria Bethânia. Ao lado deles, sob a direção de Augusto Boal, o artista participa do álbum definidor do movimento Tropicalista, Panis et Circensis, em 1968. No mesmo ano, leva o primeiro lugar no IV Festival da Música Brasileira, da TV Record, com a canção São, São Paulo, Meu Amor.  No decorrer das décadas de 1970 e 1980, o artista desenvolveu seu pop experimental em álbuns relativamente herméticos. No final dos anos 1980, é “descoberto” pelo músico norte-americano David Byrne (ex-Talking Heads), que lança sua obra nos Estados Unidos, para grande sucesso de crítica. Hoje, Tom Zé é prestigiado pela crítica e público na Europa, Estados Unidos e Brasil. Serviço: Tom Zé no Comitê Club Dia 24 de julho de 2010 (sábado) Rua Augusta, 609 – São Paulo Horário: meia-noite Ingressos: R$ 30 (venda antecipada pelo http://www.ingressorapido.com.br); R$ 20 com nome na lista (lista@comiteclub.com.br) Mais informações: (11) 3237-3068

POÉTICA MUSICAL COM O COMPOSITOR E HISTORIADOR MAGNO MELLO

O workshop para Letristas de Música, do compositor, músico e pesquisador Magno Mello, é o primeiro estudo sistematizado no Brasil sobre a arte de se escrever letras de música. É resultado de três anos pesquisa e mais de 1200 canções do universo da MPB e do Pop/Rock brasileiros. Há três anos e meio no mercado. Já realizado na Faculdade de Letras da USP, campus Ribeirão Preto, Faculdade de Música da UEMG (Universisade Estadual de  Minas Gerais) e diversas escolas de música de São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. Tópicos: Estruturas externas e internas; Ângulos de narrativa; Naturalidade das palavras; Desconstrução; Técnicas de Refrão; Coerência de vocabulário; Coerência semântica; Tipos de linguagem; Métrica; Rima; Prosódia; Tensão e relaxamento poéticos; Conceituação; Comunicação com o ouvinte; Motz el som; Análise poética; Conceitos de criatividade. O workshop oferece apostila e cd para estudo. Público alvo: compositores, letristas, cantores, poetas, estudantes de música, de Letras, Comunicação e interessados na poética da música brasileira, profissionais, amadores e aspirantes. Não é necessário conhecer música. ouça: http://www.magnomello.com.br www.myspace.com/magnomello www.myspace.com/compositormagnomello. Para produtores: É simples realizar o Workshop para Letristas de Música. A carga horária é de 7 horas, em dois dias, 3h30 por dia. Horários e dias sugeridos: segunda e terça, terça e quarta ou quarta e quinta. Das 18h30 às 22h ou 19h às 22h30 É necessário espaço para no mínimo vinte pessoas, computador com tela grande, ou telão (apenas se houver), e aparelho de som que toque mp3. De equipamento é só. O valor sugerido é de R$ 200,00 a R$ 300,00 por aluno. O trabalho é feito em parceria, com porcentagem de 50% do valor das inscrições para a produção. A divulgação também é feita em parceria. Meu escritório manda o flyer pronto. Meu escritório se prontifica a enviar o flyer para meus contatos, especialmente para os muitos amigos no myspace, facebook e orkut, além da minha lista de mailing. O número mínimo é de 15 alunos. As inscrições são feitas pelo site: http://www.poetica musical.com.br (ficha de  inscrição e depósito bancário com envio de recibo). SOBRE MAGNO MELLO: Atuando nos últimos anos como compositor para outros intérpretes, com a significativa soma de mais de 80 músicas gravadas no cenário independente, o brasiliense radicado em São Paulo, Magno Mello, acaba de gravar seu primeiro cd solo intitulado “Não ao Tempo”. O cd será lançado no início de setembro pelo selo carioca CCC Discos (Centro Cultural Carioca Discos). Magno Mello é o nome que dá suporte aos trabalhos de Pedro Morais e Kadu Vianna, apontados por Milton Nascimento, em entrevista ao jornal Estado de Minas, como os dois mais promissores artistas da atual cena mineira. O compositor assina, em conjunto, oito das doze faixas do 1° disco de Pedro e dez das onze faixas do último e recem lançado “Sob o Sol”, além de estar presente em nove faixas nos dois cds de Vianna. Também têm músicas gravadas e interpretadas por Izzy Gordon (SP), Raquel Coutinho (RJ), Rita Ribeiro (MA), Maria Butcher (SP), Dani Calixto (RS), Marina Machado (MG), Indianna (BSB), Thaís Uessugui (BSB), Graça Cunha (SP), Rosa Rosah (SP) entre outros intérpretes Brasil afora. Magno Mello estudou composição musical e arranjo e paralelamente matérias de ciências sociais e literatura. Essa bagagem incomum fica evidenciada nas criações e é um dos grandes diferenciais de suas canções, ao imprimir em suas letras muitas dessas influências de modo sensível, claro, liquidificado e na maioria das vezes, bastante acessível, sem perder o foco de que “canção não é teoria acadêmica”. Mas não é só nas letras que Magno demonstra sua veia criativa. As belas melodias, ao mesmo tempo diferenciadas e assoviáveis, são de excelente frescor, e as harmonias, bem acabadas e fluidas, sejam elas simples ou mais elaboradas. É um trabalho com sabor de novidade, mas que também remete ao clássico, permanente e duradouro. O show: O show “Magno Mello – Não ao Tempo” tem duração aproximada de 90 minutos. Em suas apresentações Magno Mello mergulha na própria subjetividade, deixando-se trespassar pelas batidas, melodias, letras e seus significados, numa espécie de transe artístico que contagia e envolve o público, fazendo-o cúmplice de suas criações. Nesse desnudamento anímico o compositor transmite sinceridade, humanidade, além de muita energia física. O repertório, paradoxalmente dançante e reflexivo, é composto por dezoito canções autorais, que vão do samba ao rock, passando por baiões, levadas funkeadas, baladas e outras batidas inclassificáveis, que levam o espectador a uma viagem que se apreende com corpo, mente, alma e sentidos. Em contraponto com o leque variado de composições, Magno Mello alinhava a sonoridade propondo a inusitada fusão da música brasileira com elementos tradicionais do blues, seja pela utilização de instrumentos como o dobro e o mandolin, como pela presença marcante da escala pentatônica blues. Pesquisa:  Uma outra face de Magno Mello é a de pesquisador. Há três anos e meio ministra por algumas capitais do país seu Workshop para Letristas de Música. Magno desenvolveu, ao longo de três anos de pesquisa, sobre mais de 1200 canções da MPB e do Pop/Rock brasileiro, o primeiro estudo sistematizado e método de ensino do gênero que se tem notícia no Brasil. O workshop já foi realizado pela Faculdade de Letras da USP, campus Ribeirão Preto, Faculdade de Música  da UEMG (Universisade Estadual de  Minas Gerais) e em diversas escolas de música de São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. O estudo agora está virando livro e deve ser lançado até o fim de 2010. Outros Escritos: Visite as páginas de Magno Mello. Lá você encontra, além das músicas do cd “Não ao Tempo”, textos sobre criação, letras das músicas, “A Teoria dos Extremos” e algumas páginas de “Trustália”, o primeiro romance de Magno

O Clam e Buchanan’s estão abrindo vagas para bolsas de estudo no CLAM, em São Paulo capital, no Curso de Profissionais de Música para jovens de baixa renda, entre 18 e 24 anos. São 18 vagas, 3 para cada instrumento (piano/teclado, violão/guitarra, baixo, bateria, saxofone e flauta / trompete). O curso, com duração de 6 meses, visa o desenvolvimento do potencial do aluno em seus respectivos instrumentos, ou seja, aulas instrumentais e estudo assistido, aulas de harmonia, percepção e integração musical, práticas de conjunto, formação de bandas, preparação como roadies, noções básicas de técnico de som (palco, P. A. e estúdio) e iluminação, montagem de palco, palestras de comportamento e postura em ambiente de trabalho, cidadania, conscientização social e workshops relacionados ao universo musical. Os alunos também acompanharão produções de shows, de programas de rádio, de gravações de CDs e de ensaios de bandas, além de estagiarem como roadies e assistentes de técnicos com bandas parceiras. O curso começa agora em Julho e termina em Dezembro. interessados/as enviar email para clambuchanans@gmail.com

Para celebrar o lançamento de seu primeiro CD, “Sua Presença”, a cantora e compositora ANDREA COSTALIMA prepara show especial, brindando este projeto com o convidado especial Max de Castro. Além de uma presença belíssima, canta como poucas. Não caindo nos chavões da música de sua terra natal, a Bahia.  A Bahia está impressa na alma, no afeto de suas interpretações, no charme e na exemplar divisão rítmica que impõe nas canções. Os temas abordam o amor em suas diversas formas, passando pelo lado lúdico, pela leveza e pela paixão arrebatadora. A cada canção, ANDRÉA COSTALIMA imprime cores fortes e próprias. O show traz grandes canções, algumas assinadas por ela própria e outras de autoria de grandes nomes da música da Bahia como Jorge Zarath, Gigi, Tito Bahiense e Tenison Del Rey. O repertório mostra dez músicas inéditas do CD “Sua Presença” como: “Tempo Sereno” (Anderson Cunha), “Beija Flor” (Andréa Costalima), “Imâ” (Ricardo Guimarães) entre outras, além de releituras de clássicos da musica brasileira como: “Eu quero um xodó” (Dominguinhos/ Anastácia), “Que nem Jiló” (Luiz Gonzaga/ Humberto Teixeira); “Lobo Bobo” (Carlos Lyra/ Ronaldo Bôscoli); “Choro Bandido” (Edu Lobo/ Chico Buarque) entre mais algumas. ANDRÉA COSTALIMA com Max de Castro, prometem grandes surpresas! Estará acompanhada por músicos de primeiro time como: Tércio Guimarães – arranjos, saxofones, violão, piano e escaleta, além de assinar a direção musical; Sidiel Vieira – baixo acústico; Marcelo Brasil – bateria; Ricardo Castellanos – piano e Eduardo Cubano na percussão. Sobre a carreira: O nome de ANDRÉA COSTALIMA começou a aparecer em 1995, ao montar o show The Man I Love – Canções de Gershwin, no qual vestia as maravilhas do genial compositor norte-americano com elementos brasileiros. Entre 1998 e 2003 integrou o grupo vocal Apsitri. Em 2004 ganhou o prêmio de Melhor Intérprete no II Festival da Rádio Educadora FM, defendendo a canção Mais Uma Vez (Gigi). No ano seguinte montou o show Jóia Singular, espetáculo que mostrava forte presença cênica. Em 2007 teve a oportunidade de abrir shows de Arnaldo Antunes no projeto MPB Petrobrás, mostrando repertório autoral. E a partir de 2007 passou a fazer o show Sua Presença. Todas essas experiências resultaram em SUA PRESENÇA, o disco. Hoje radicada em São Paulo, ANDRÉA COSTALIMA batalha pelo reconhecimento do seu trabalho. Um trabalho feito com segurança, consciência e muito, muito talento. Serviço: O CAFÉ PAON  – Avenida Pavão 950 – Moema.  Telefone l 11. 5531-5633 / 5533-5100 Ingresso: R$ 25,00 reais. Estacionamento l R$12,00 (Valet) Capacidade: 210 Lugares Cartões: Visa, Mastercard, Diners Club, Rede Shop, American Express.  Não aceitam cheques. Wireless . Acesso para Deficientes Físicos. Ar Condicionado. Área para fumantes. Vendas de ingressos  – Ingressos Rápido fone 40031212. www.ingressorapido.com.br

O 10º Festival de Inverno de Paranapiacaba, em Santo André,  acontece nos dias 17, 18, 24 e 25 de julho. Todos os anos o festival costuma receber grande parte do público do ABC paulista e da grande São Paulo com diversos shows e apresentações de teatro e dança. Entre os nomes confirmados estão Léo Maia, Fernanda Porto, Ed Motta, Ana Cañas, Zeca Baleiro, Isabela Taviani, Virginia Rosa, Bruna Caram, Zélia Duncan, Maria Rita e Nô Stopa. Os novos talentos da música e de outras artes da região também ganharão espaço na sessão “Revelações” do Festival, nomes como Tulipa Ruiz, Juliana Lima, Lulina e Éder Palmieri marcam presença.Confira a programação completa e os endereços: http://catracalivre.folha.uol.com.br/2010/06/10%C2%BA-festival-de-inverno-de-paranapiacaba/

Nesta terça-feira, 13/07/2010, Dia Mundial do Rock, Zé BRasil participa do programa “Galeria” na Rádio Cultura Brasil AM. Acompanhe ao vivo a partir das 9 da manhã pela Internet:http://www.culturabrasil.com.br/controle-remoto?start=am À tarde, a partir das 16 horas, dentro do programa “Rafael Cony Flying Circus”, Zé BRasil apresenta “Conexão Sampampa” na Rádio Web Putzgrilawww.radioputzgrila.com.br