Arquivo de maio, 2012

Neta da compositora carioca Dináh Menezes e do jornalista Carlos Menezes,Babi Mendes começou a estudar Inglês aos 9 e começou a cantar com 14 anos de idade. Estudou canto popular em conservatórios santistas e, desde cedo, mostrava interesse por jazz, blues, bossa nova e R&B. A música norte-americana sempre foi sua maior influência, mas tem Tom Jobim, Chico Buarque e Milton Nascimento como grandes fontes de inspiração na música popular brasileira.

Ella Fitzgerald, Billie Holiday, Betty Carter e Nina Simone são referências no trabalho desenvolvido por Babi assim como as cantoras contemporâneas Norah Jones, Diana Krall, Diane Schurr, Jane Monheit e Karrin Allyson. No repertório, desde 2003, quando retomou sua atividade como cantora em Santos, estão standards de jazz de compositores como Duke Ellington, Nat King Cole, Benny Goodman, George e Ira Gershwin, Louis Armstrong e Cole Porter. Acompanhando músicos da região, seja em um duo de jazz (voz e guitarra elétrica) ou em participações com quartetos e bandas, Babi Mendes já teve a oportunidade de cantar em diversas casas com as mais diversas formações. Participou do projeto Santos de Casa, do SESC Santos, como convidada na apresentação de Maurício Fernandes Quarteto em 2006. Atualmente, além da colaboração com o quarteto The Old News e apresentações diversas, trabalha em canções próprias com o guitarrista Pedro Ramos. Além do estudo do Jazz, Babi estudou canto lírico e canto para musical e fez parte do grupo integrante da primeira turma de performers da 4act School of Performing Arts também em SP. Babi escreveu as canções que compõem “Short Stories” entre os anos de 2003 a 2010. Jornalista, professora de Inglês e Português, o que mais gosta de escrever não é notícia, nem literatura:mas canções.“Short Stories” é seu primeiro álbum.

Anúncios

Lê, o CD de estreia de Letícia Scarpa, é um convite a um passeio pelo universo poético-musical da artista, que percorre o caminho da expressão nas suas mais variadas formas. Rosto, voz e nome conhecidos na mídia e no teatro como atriz e apresentadora, olhar treinado por sua formação em arquitetura e atuação como designer, Letícia vem agora mostrar sua voz de compositora e cantora.

OUÇA A MÚSICA “MULHER DE MIL MULHERES” DO CD “LE”:

Assina 11 das 12 faixas inéditas e interpreta a canção Temporal, de Edu Maranhão. Com ele assina também os arranjos e a produção musical do CD. Ao fluir através da diversidade de ritmos e estilos da música brasileira, do baião ao samba-rock, da bossa nova ao ijexá, Letícia Scarpa revela suas raízes espalhadas pelo país, e vai além. Instrumentos tradicionalmente utilizados na construção dos ritmos brasileiros, ao lado de outros mais inusitados, como a tabla e o bodhram, e até algumas experimentações sonoras com bujões de gás, copos de vidro, folhas de papel, resultam em canções que transparecem a inquietude da artista em sua busca constante por uma estética de expressão própria. O CD traz arranjos minuciosamente construídos, nos quais a percussão tem papel de destaque dentro da grande variedade de timbres utilizados – violão, acordeão, flauta, piano, cavaquinho, cuíca, baixo acústico, entre outros. Participações especiais do percussionista Caito Marcondes e do multiartista Antônio Nóbrega, no violino.

Nesta sexta às 21hs no TEATRO DA VILA, VANU RODRUGUES faz o show de pré-lançamento de seu CD “Baú de Quimeras”, com participação especial de LIA CORDONI e JAIRO CECHIN, além disso, Anabel Bian & Paulinho Ragassi terão o prazer de entrevistá-la no PROGRAMA SINTONIA TAH LIGADO! pela http://www.mkkwebradio.com.br, neste sábado às 18hs.  Cantora, compositora e pesquisadora do cancioneiro brasileiro, a baiana Vanu Rodrigues, radicada em São Paulo há cerca de duas décadas, tem como marcas importantes de seu trabalho musical uma expressiva presença de palco e afinação acurada, acrescentando charme, graça e sensualidade a suas apresentações. Tem como principal foco de seu trabalho o Samba, os ritmos nordestinos, o Choro,Samba Rock, a Nova MPB, com base em arranjos modernos.  Atualmente estuda canto com Sandra Espirez, tendo sido aluna também da escola Canto do Brasil de Regina Machado, E ESTÁ DIVULGANDO O SEU CD “BAU DE QUIMERAS”.  SERVIÇO: PRÉ-LANÇAMENTO DO CD BAU DE QUIMERAS DE VANU RODRIGUES – com participação especial de LIA CORDONI e JAIRO CECHIN – LOCAL TEATRO DA VILA –  RUA JERICÓ, 256, VILA MADALENA – PAGUE QUANTO VALE – DIREÇÃO MUSICAL DE EDU MALTA – HORÁRIO – 21H.

Nesta sexta-feira às 16h no PROGRAMA TAH LIGADO, Anabel Bian & Paulo Ragassi recebem o cantor e compositor KLEBER ALBUQUERQUE pela www.alltv.com.br .O cenário da música popular brasileira conta com artistas de talento incontestável. Kléber Albuquerque é um deles, sendo compositor, instrumentista, intérprete. Criando o tempo todo com o que a vida oferece: amor, dor, alento, mansidão, conquistas, erradas, acertos, e tantos outros regalos e terrenos áridos que são oferecidos aos seres humanos. Nascido em Santo André, São Paulo, começou sua jornada musical muito cedo, sendo frequentador do metiê rock’n roll, porém sem se abnegar do gosto por outras afluentes da música. Da música caipira aos roques, ele ouvia de tudo e se permitia influenciar. O que há de original em sua música e em sua poesia vem justamente dessa abertura que, desde sempre, faz parte da sua biografia. Seu primeiro disco, “17.777.700”, foi lançado em 1997 e contou com a produção musical de Mário Manga. Desde então, ele lançou outros quatro discos: “Para a inveja dos Tristes” (2000), “O centro está em todas as partes” (2003), “Desvio” (2007), e o lançamento recente, pelo selo Sete Sóis, “Só o amor constrói” (2009). “Barriga de fora”, do álbum “17.777.700”, foi a que ganhou maior notoriedade na época do lançamento do disco, chegando a ficar entre as mais-mais de uma importante emissora de rádio. Com “Xi, de Pirituba a Santo André”, oriunda de uma parceria com Rafael Altério, Kléber foi finalista do Festival da Música Brasileira promovido pela Rede Globo. Kléber Albuquerque, no decorrer de sua carreira, participou de diversos projetos paralelos. Entre eles, o disco UmdoUmdoUm, o primeiro do milênio, gravado ao lado de Élio Camalle, Luiz Gayotto e Madan. No teatro, foi responsável pela trilha sonora e direção musical de espetáculos, sendo um deles premiado pela APCA e Femsa 2009. Compositor que vem se destacando entre a leva dos contemporâneos, tem suas canções gravadas por Eliana Printes, Ceumar, Fábio Jr., Márcia Castro e Zeca Baleiro, entre outros. As parcerias também têm sido marcantes. Kléber já compôs canções com Zeca Baleiro, Chico César e Dante Ozzetti, e tem composições de sua autoria gravadas por Eliana Printes, Márcia Castro, Fábio Jr., Ceumar e Zeca Baleiro, entre outros. Kléber Albuquerque lançou recentemente seu novo cd, “Só O Amor Constrói”, em parceria com os músicos da Miniorkestra de Polkapunk e com participações especiais de Renato Brás, Fred Martins e André Sant’Anna. Em 2010, foi vencedor do 1º lugar do FAMPOP, com a canção “Vazante”.

Show “Sua Presença” de Andréa Costalima, com participação especial de Tainah e Thiago Varzé

Uma voz lapidada pelo conhecimento e experiência faz da intérprete e compositora marcar presença por onde passa. Sua terra natal, a Bahia, está impressa no afeto das interpretações, no charme, na exemplar divisão rítmica que impõe nas canções. As variações estilísticas recebem força ainda maior em se tratando da qualidade vocal de ANDRÉA COSTALIMA. Gravou seu primeiro CD autoral em 2008, intitulado “SUA PRESENÇA”, produzido por Yacoce Simões e Tércio Guimarães, o disco gravita entre samba, jazz, bossa nova, pop, baião numa mistura sonora surpreendente e bem elaborada. O show traz grandes canções, algumas assinadas por ela própria e outras de autoria de grandes nomes da musica. Andréa estará acompanhada de músicos de primeiro time como: Tércio Guimarães – arranjos, direção musical, piano, violão e saxofones; Sidiel Vieira – baixo acústico; Sérgio Reze – bateria e percussão e Jelber Oliveira – piano e acordeom. Participação especial da cantora bainaTainah e do talentoso Thiago Varzé. SERVIÇO – Local: Ao Vivo Music Bar – Endereço: Rua Inhambu, 229, Moema – São Paulo – Brasil – Quando: Sábado, 12 de maio de 2012 às 22h30 – Quanto: Ingressos – R$ 20,00.

Assista a m video de Andrèa Costalima:

Galera uma super dica pra vocês para os dois próximos sábados!! Em Vintage Filter Adriano Augusto e Olivia fazem da música um veículo de intensa expressão artística. A ideia principal deste trabalho é explorar paisagens sonoras eletrônicas num ambiente composto por voz e sintetizadores de timbres analógicos. Isentos de fórmulas, estilos e formatos pré-estabelecidos da canção, Olivia e Adriano surpreendem os ouvintes com arranjos inteligentes e melodias bem construídas. O CD conta ainda com a participação especial do baterista Bruno Balan. SHOW DIA 06 E 13 DE MAIO ÀS 21H. NO SYNDIKAT  – RUA MOACIR PIZA, 64 – JARDINS – R$12,00.

 

Ouçam a faixa “Funky” em Vintage Filter:

Maria Cristina Ozzetti nasceu em São Paulo, em 12 de dezembro de 1958. Ná chegou de mansinho, junto com o grupo RUMO, direto para a MPB. A cantora tímida do começo dos anos 80 é uma das vozes mais consagradas da nova geração. Com presença de palco e tons impecáveis, Ná caminha com desenvoltura pelos clássicos da MPB até o rock de Rita Lee, ou a dissonância e genialidade de Itamar Assumpção.

Assista o video de Ná Ozzetti interpretando “Milágrimas”:
http://youtu.be/61WEQUjiXas

Com o disco “Ná”, de 1994 levou três prêmios Sharp – reconhecimento merecido de uma carreira e dedicação únicas. Em 2000, foi escolhida como a melhor intérprete, no Festival da Música Brasileira, da Rede Globo. Ela recria cada uma das músicas que interpreta – e traz no fundo de sua voz, a doçura da fala do Rumo – sua melodia é a prova definitiva que existe alguma coisa na vida que precisamos procurar, uma voz no fundo da alma, sons, cores e alegria.