luis_aranha-e1364325027287

Dia 10 de agosto o cantor, compositor, e violonista LUIS ARANHA fará o show de lançamento de seu primeiro álbum intitulado “Onde Bate Sol”, e dia 26 de julho, é o convidado de Paulinho Ragassi e Karina Carlla, no PROGRAMA TA LIGADO da http://www.alltv.com.br . Uma mistura fina. Não existe termo para melhor definir o primeiro disco do compositor, cantor e violonista Luis Aranha. Reconhecido pela direção musical do espetáculo “Vesperais nas Janelas” e “Marulho: o caminho do rio…” – onde fora indicado ao Prêmio Shell de Direção Musical, Luis Aranha apresenta seu primeiro álbum, “ONDE BATE SOL”.
Assista ONDE BATE SOL – Luis Aranha EP 2011:

Amparado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo através do ProAc e patrocinado pela AMBEV, o disco foi produzido por Rogério Bastos (Tom Zé) e teve arranjos para quarteto de cordas e quinteto de metais concebidos por Rodrigo Morte, diretor da Orquestra Sinfônica de Campinas. Ainda em 2012, foram realizadas apresentações de pré-lançamento no Sesc Vila Mariana.

Ouçam Luis Aranha:

As canções de Luis Aranha transitam por diversos gêneros musicais, mostrando grande influência de mestres da canção brasileira, mas sem deixar de imprimir sua personalidade ao trabalho. Composto por 11 faixas, o álbum pode ser entendido em três partes. Na faixa ‘Não Peço Socorro’, um samba clássico que recebeu um riff de guitarra com distorção, Luis mostra de saída as referências e fusões expressas em todo o seu trabalho. Na sequência, ‘Sentado na Soleira’ e ‘Valsa para um encontro’, apresentam as vertentes rurais e românticas. O prólogo se encerra com ‘Mistura Fina’ (faixa 4), síntese de todos estes elementos. Devidamente apresentado, o compositor nos convida a um mergulho pelos caminhos e descaminhos do amor numa espécie de suíte em três movimentos: ‘Teu Tempo’ (o início), ‘Acalanto’ (o fim) e ‘O Amanhã’ (o recomeço). Depois dessa travessia, no sentido roseano da palavra, o caminho começa a se iluminar. A terceira parte, que inclui a faixa que dá nome ao disco, se inicia com ‘Tem Canção’ e termina num final apoteótico com o frevo ‘O Amor na Banguela’. A faixa bônus é fruto de uma história contada por uma aluna de 8 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s