Posts com Tag ‘Ao Vivo Music’

TALIGADO5ANOS

Evento que ocorre próximo dia 12 de novembro reúne nomes da MPB, como:
Izzy Gordon, Thiago Varzé Andrea Costalima,Tavito, Lucy Campos entre outros

O web programa Ta Ligado, da ALL TV , completa cinco anos e quem ganha presente é o público. O show de comemoração ocorre próximo dia 12 de novembro, a partir das 20h, no Ao Vivo Music, localizado à Rua Inhambu, 229 – Moema, com grandes nomes da música brasileira, são eles: Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

O programa que é apresentado pelo apaixonado por música e advogado Paulo Ragassi e pela atriz Carolina Hossri, vai ao ar toda as sextas-feiras pela ALLTV, das 15h às 16h, tem um formato bem descontraído que geralmente mescla, entrevista, musical, agenda cultural e dicas. Já é um espaço alternativo conhecido aos que desejam informação sobre as novidades do meio, bem como também pelos que se interessam pelo resgate de artistas consagrados.

“Será uma noite de boa música e muitas surpresas”, revela Paulo Ragassi.

Serviço:

Evento: Ta Ligado comemora 5 anos e promove festa no Ao Vivo Music, com:

Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

Data: 12 de Novembro

Local: Ao Vivo Music | Rua Inhambú, 229, Moema

Horário: A Partir das 20h

Reservas: www.aovivomusic.com.br

Valor: R$20,00

Anúncios

Mirianes

Mirianês Zabot retorna ao palco do Ao Vivo Music no dia 25 de abril, às 21h30, com seu novo show “Minha Terra Alheia”, antecipando canções de seu próximo CD. A cantora gaúcha, radicada em São Paulo, se apresenta acompanhada dos músicos Marcelo Amazonas (piano) e Claudinho Santana (percussão).

O repertório se desenrola sob um fio condutor, versa sobre as emoções e motivações de pessoas que se deixam conduzir pela necessidade ir embora do lugar onde vivem. Entre composições próprias e de novos compositores, releituras de ícones como Trenzinho Caipira, Heitor Villa-Lobos; Com a perna no mundo, Gonzaguinha; Disparada, Geraldo Vandré/Theo de Barros e mais de Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Belchior, etc. O roteiro conta ainda com intervenções de textos poéticos, criando uma atmosfera que interliga canções que falam sobre o tema e suas implicações.

Serviço: Show “Minha Terra Alheira”, com Mirianês Zabot. Faixa etária: livre. Dia 25 de abril, às 21h30. Ingresso: 20,00 (exclusivamente para o pagamento do ingresso não é aceito cartão de crédito). Local: Ao Vivo Music. Endereço: R. Inhambu, 229, São Paulo – SP. Lotação: 110 lugares. Informações: (11) 5052-0072. Sobre a cantora: www.mirianeszabot.com.br.

SALADESONS2

Beatriz Rodarte cria espetáculo inédito com cenário que une suas criações sonoras e visuais. e nesta segunda edição Beatriz Rodarte convida Dandara, Paulo Monarco, e a fotógrafa Érica Pereira, no Ao Vivo Music, dia 4 de maio às 22H30.

Visualize uma sala de estar totalmente ambientada nos anos 50 e 60, onde você poderá escutar canções e apreciar fotos descoladas, nostálgicas e até mesmo, acompanhar performances ao vivo das imagens do show, projetadas por um fotógrafo convidado.

Ouça a Faixa Natural:

A cantora e compositora mineira Beatriz Rodarte criou um projeto inédito, capaz de unir suas duas grandes paixões: a música e a fotografia. Trata-se do “Sala de Sons e Polaroids”, um espetáculo onde o público possa interagir com fotos e escutar canções exclusivas do seu novo CD “Natural”, além de outras músicas “A ideia é compor um cenário com poltronas antigas, pufes, vinis, vitrola e um espaço para expor fotos. Um clima bem aconchegante, sonorizado com novas e velhas canções”, revela Beatriz. No espetáculo, a artista deverá encenar momentos da sua vida, suas horas de intimidade ao compor e a relação com parceiros musicais e outros compositores. Cada show apresenta uma simulação de como as músicas são criadas e conta com a participação de um convidado especial, tudo com a atmosfera de uma sala de estar, como se estivéssemos dentro da casa da artista. A duração do espetáculo é de uma hora e meia. Duetos e versões inéditas de músicas conhecidas também serão apresentados.

 

Beatriz Rodarte

IMG_0439

Mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte começou sua carreira aos dez anos. Teve aulas de canto com o mestre Maurício Tizumba. Ainda na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, entre outros. Mais tarde fez parte do grupo Tambor Mineiro e participou da gravação de seu primeiro CD, “Tambor Mineiro”. Com este trabalho dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis e Milton Nascimento. Ao longo da sua trajetória, teve participações em inúmeros CDs de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum e Trio Bodocó. A cantora também fez parte do grupo Harém da Imaginação. O primeiro disco solo de Beatriz Rodarte, “Circo de Ilusões”, foi lançado em 2009. Neste trabalho, a artista invoca seu talento percussivo e o alia com o potencial da sua voz. A obra marcou sua entrada no caminho das composições autorais e também contou com músicas de Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Alexandre Az, Tino Gomes e Tom Nascimento.

 

Dandara

dandara

Em 2008 recebeu o primeiro lugar no Festival do Intérprete e da Canção – 1º FICA, em São Paulo. Em julho de 2010 interpretou a canção “Pavana Para Uma Terra Viva” de Tom Zé e André Lima, ganhadora do Prêmio Musique Estadão (2ª Edição Julho 2010). No mesmo ano conquistou o 1º Lugar no 36º Festival de Música de Ilha Solteira com a canção Pirataria (letra: Ieda Varejão/melodia: Dandara). Em sua formação musical, Dandara passou pela ULM (Escola de Música do Estado de São Paulo Tom Jobim), Pat Escobar, Jeane LoVetri e, atualmente, Sandra Espirezs.

Paulo Monarco

paulomonarco

Paulo Monarco (24) é um jovem compositor, cantor e instrumentista. Um dos maiores talentos dessa novíssima geração. Músico desde os onze anos e ganhador de diversos festivais, em 2009 lançou seu primeiro EP. Além de ser apontado como uma das maiores revelações nos últimos anos da música mato-grossense, Paulo Monarco vem construindo uma belíssima trajetória na música brasileira. Em seu repertório canções próprias e inéditas, parcerias com compositores importantes e consagrados – Celso Viáfora, Dulce Quental – além de releituras de músicas de parceiros; muitos deles também jovens autores, responsáveis por boa parte da produção musical brasileira contemporânea.  O modo de cantar e tocar seu violão? No palco se transforma em feiticeiro, guiando o pensamento por caminhos que apenas ele consegue explicar” (Maicon se complementam numa sincronia intensa que evidencia e caracteriza suas canções. “Mais do que um prodigioso violonista, Paulo Monarco revela-se um extraordinário cantor. De forma audaz e despretensiosa, assaz afinado, sem deslizes, está sempre muito a vontade em palco” (Protásio de Morais, Folha do Estado MT). “Quem é Paulo Monarco? Ator? Poeta? Compositor? ProdutorRodrigo, sobre o Calango 2010). Quem não o conhece descobre um compositor ousado, um intérprete vigoroso e um artista que desperta aos ouvidos aguçados atenção. 

 

SERVIÇO

SALA DE SONS E POLAROIDS por Beatriz Rodarte

Participação: Dandara e Paulo Monarco

Fotógrafia: Erica Pereira

Local: AO VIVO MUSIC

Endereço: R. Inhambu, 229 – Moema São Paulo

Quando: 04 de maio de 2013 às 22h

Bilhetera: R$ 20,00

Tel.: (11) 5052-0072

SALA DE SOM - 05-04-13

Estréia dia 05 de abril o espetáculo “Sala de Sons e Polaroids” ,  da cantora, compositora, e instrumentista mineira Beatriz Rodarte, com a participação especial do cantor e instrumentista Jota Erre, e da fotógrafa Renata Thompson, no Ao Vivo Music Bar em Moema.

Visualize uma sala de estar totalmente ambientada nos anos 50 e 60, onde você poderá escutar canções e apreciar fotos descoladas, nostálgicas e até mesmo, acompanhar performances ao vivo das imagens do show, projetadas por um fotógrafo convidado. A cantora e compositora mineira Beatriz Rodarte criou um projeto inédito, capaz de unir suas duas grandes paixões: a música e a fotografia. Trata-se do “Sala de Sons e Polaroids”, um espetáculo onde o público possa interagir com fotos e escutar canções exclusivas do seu novo CD “Natural”, além de outras músicas.

Chamada Primeira edição Sala de Sons e Polaroids – Beatriz Rodarte e Jota Erre:

“A ideia é compor um cenário com poltronas antigas, pufes, vinis, vitrola e um espaço para expor fotos. Um clima bem aconchegante, sonorizado com novas e velhas canções”, revela Beatriz. No espetáculo, a artista deverá encenar momentos da sua vida, suas horas de intimidade ao compor e a relação com parceiros musicais e outros compositores. Cada show apresenta uma simulação de como as músicas são criadas e conta com a participação de um convidado especial, tudo com a atmosfera de uma sala de estar, como se estivéssemos dentro da casa da artista. A duração do espetáculo é de uma hora e meia. Duetos e versões inéditas de músicas conhecidas também serão apresentados.

SERVIÇO: SALA DE SONS E POLAROIDS – BEATRIZ RODARTE – JOTA ERRE – FOTÓGRAGA RENATA THOMPSON – LOCAL: AO VIVO MUSIC – RUA INHAMBU, Nº 229, MOEMA – HORÁRIO: 22H –  BILHETERIA – R$20,00 

Beatriz Rodarte

IMG_0439

Mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte começou sua carreira aos dez anos. Teve aulas de canto com o mestre Maurício Tizumba. Ainda na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, entre outros. Mais tarde fez parte do grupo Tambor Mineiro e participou da gravação de seu primeiro CD, “Tambor Mineiro”. Com este trabalho dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis e Milton Nascimento. Ao longo da sua trajetória, teve participações em inúmeros CDs de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum e Trio Bodocó. A cantora também fez parte do grupo Harém da Imaginação. O primeiro disco solo de Beatriz Rodarte, “Circo de Ilusões”, foi lançado em 2009. Neste trabalho, a artista invoca seu talento percussivo e o alia com o potencial da sua voz. A obra marcou sua entrada no caminho das composições autorais e também contou com músicas de Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Alexandre Az, Tino Gomes e Tom Nascimento.

Jota Erre

Jota Erre

Regendo o próprio beat e tendo em mente a sua rítmica com fórmulas inusitadas de compasso, Jota Erre traz a novidade “Jota Erre – Por Extenso” Tendo o ponto de partida de toda a sua criatividade e da voz ímpar à expressão do que sente, marcas primordiais de seu trabalho, o artista Jota Erre explora as facetas de sua sensibilidade e lirismo em seu primeiro trabalho autoral: “Jota Erre. – Por Extenso”. Nada nele é abreviado, superficial. As canções trazem temas atuais, como a sustentabilidade e os tradicionais conflitos nas relações humanas. Os ritmos, as músicas e as melodias são facilmente percebidos nas entranhas das canções. E retratam, acima de tudo, a ‘diversidade’. Diversidade esta composta pelo olhar de um artista com raiz pernambucana, que se transforma e se desenvolve no ambiente cosmopolita de São Paulo e se permite flanar e influenciar pela música de várias partes do mundo.

Renata Thompson

SONY DSC

Renata Thompson, depois de mais de 15 anos de mercado financeiro, foi convertida para a fotografia. O gosto pela arte fotográfica vem desde a infância mas foi preciso um ano sozinha em Paris para perceber que a fotografia era mais que uma paixão mas o seu meio de expressão. Através de sua fotografia Renata procura registrar seu encanto pelos momentos que muitas vezes passam desapercebidos em nosso cotidiano. O trabalho fotográfico de Renata se iniciou em Paris em 2008 e se intensificou até 2012 quando se tornou sua principal ocupação. Hoje além da sua produção artística, Renata também se dedica a retratar pessoas nos seus momentos mais espontâneos e descontraídos. Renata é formada em economia pela Fundação Armando Alvares Penteado, com especialização em finanças pelo IBMEC. No campo da fotografia, fez o curso de capacitação profissional no IIF- Instituto Internacional de Fotografia, além de cursos com os fotógrafos Vera Albuquerque e Marcelo Greco. Renata é uma mãe e esposa feliz.

Inspiradas nas irmãs Andrew Sisters, as Cluster Sisters relembram clássicos como Boogie Woogie, Route 66 e In The Mood, além de adaptar arranjos contemporâneos ao mesmo estilo. Elas estarão dia 27 de setembro às 23 hs no Ao Vivo Music Bar. Rua Inhambu, nº 229, Moema.

Assista ao vídeo das Cluster Sisters:

A idéia surgiu em 2008, ao escutar pela primeira vez um disco das Puppini Sisters e das Sister Swing, ambos grupos contemporâneos, que relembram a Era de Ouro do Swing. Encantadas e inspiradas, as três amigas, Gabriela, Giovanna e Maitê, deram início ao projeto “Cluster Sisters”, sendo as pioneiras no Brasil a realizarem um trabalho com esta característica. Encararam como um desafio unir três vozes tão diferentes, fazendo soar como uma só voz, aos moldes das décadas de 30 e 40. As três amigas se conheceram através do Coral da Uel, do qual fizeram parte por muitos anos juntas. Esta vivência no canto coral firmou laços de amizade e aproximou seus interesses musicais, principalmente no que se refere a trabalho com várias vozes. O fato das três terem uma queda pelo estilo “vintage” contribuiu para que o projeto fosse levado com afinco, com grande envolvimento e muita dedicação. No início, fizeram um levantamento histórico dos trios vocais de swing jazz que brilharam na época, e selecionaram os seus grupos favoritos, que hoje se tornaram suas mais importantes referências. Dentre elas estão as Andrew Sisters, Boswell Sisters, Ross Sisters e The King Sisters. Posteriormente foi acrescentado ao repertório das Cluster Sisters influências não só do swing, como também do Bepbop, do Blues e do Folk, além de músicas contemporâneas arranjadas nesses estilos musicais. Ao lado dos músicos Emílio Carlos (Mizão), Filipe Barthem, Bruno Cotrim e Wesley Florencio, desenvolvem um trabalho ousado e prometem resgatar todo o charme e glamour da Era de Ouro do Swing!!!

Jazz MacFarlane estará no Ao Vivo Music  nesta quarta-feira, dia 26 de setembro às 21 horas. Nascida em 1989, em Mossman, na Austrália, Jazz MacFarlane é uma artista multifacetada. Além de cantar, ela compõe, toca piano, violão, contra-baixo e, durante a adolescência, foi dançarina de hip-hop e estudou canto lírico.

Assista ao vídeo de Jazz MacFarlane:

Aos 16 anos, saiu de casa levando seu violão e conheceu um pouco do mundo. Em dois anos, velejou pela Costa Leste da Austrália, morou na Inglaterra e na mística Índia. “Eu vi o que acontece na vida e me dei conta de que as pessoas vivem com medo do desconhecido, medo das coisas”, diz. Ao voltar para Austrália, em 2009, Jazz ganhou uma bolsa de estudos em um conservatório musical. Lá, conheceu um brasileiro que a convidou para se apresentar no nordeste do país. Um ano depois, Jazz veio para o Brasil e fez suas primeiras apresentações no Sul da Bahia, em Porto Seguro e em Belmonte, onde ganhou um festival cantando em português a música “História de uma Gata”, de Chico Buarque de Hollanda. Após oito meses de turnê, a artista voltou para a Austrália, mas com a intenção de voltar para o Brasil – desta vez para morar. Em 2011, quando conseguiu montar uma equipe com músicos e produtores brasileiros, Jazz mudou-se para São Paulo. Sua preferência musical é bem eclética e abrange desde as divas inglesas Amy Winehouse e Adele até os roqueiros do Pink Floid e Red Hot Chili Peppers. Também tocam em seu iPod, Ani de Franco, Jack Jonhson, Keziah Jones e Keith Miller. Os artistas brasileiros que mais a encantam são Vanessa da Mata, Natiruts, O Rappa, entre outros. Jazz traz para sua vida o ensinamento de grandes personalidades, como do físico Albert Einstein, do escritor indiano Deepak Chopra e da ativista espiritual Marianne Williamson. “A vida é o que você que faz acontecer. É necessário ter gratidão pelas coisas boas da vida para que ocorram mais situações positivas”, afirma a artista.

NESTA QUARTA-FEIRA, A PARTIR DAS 20H PELA WWW.MKKWEBRADIO.COM.BR, MARKKO MENDES E PAULO RAGASSI  ESTARÃO NO NOVO PROJETO DA MKKWEB RÁDIO: O INSTRUMENTAL AO VIVO! “A MÚSICA É SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA, SEU PENSAMENTO, SUA SABEDORIA. SE VOCÊ NÃO A VIVER, ELA JAMAIS VAI SAIR DO SEU INSTRUMENTO” É COM ESSA FRASE DE CHARLIE PARKER QUE  DIRETAMENTE DO PALCO PARA A WEBRADIO E SEU PARA O SEU MONITOR, TEMOS O ORGULHO DE APRESENTAR A SÉRIE INSTRUMENTAL AO VIVO – UMA PARCERIA MKKWEB RÁDIO, PAULO RAGASSI, E AO VIVO MUSIC BAR –  O PROJETO IRÁ OFERECER A VOCE AMIGO INTERNAUTA O MELHOR DA MÚSICA INSTRUMENTAL EM SHOWS EXCLUSIVOS. O PROGRAMA TRAZ TAMBÉM ENTREVISTAS EM QUE MÚSICOS FALAM DE SUAS CARREIRAS E REVELAM CURIOSIDADES SOBRE CADA INSTRUMENTO MUSICAL. – O GRUPO PROJETO 2 SE APRESENTA COM REPERTÓRIO BASEADO EM STANDARDS DO JAZZ E DA MÚSICA BRASILEIRA. ANDRÉ SORATTI (BAIXO), JONÂTAS SANSÃO (BATERIA), MARCELO JESUINO (GUITARRA), LUCAS MACÊDO (SAXOFONES). O GRUPO PROJETO 2 BUSCA UMA INTERPRETAÇÃO LIVRE, MESCLANDO ELEMENTOS MODERNOS E TRADICIONAIS, PARA CLÁSSICOS DO REPERTÓRIO JAZZISTICO NORTE AMERICANO. O GRUPO SELECIONA COMPOSIÇÕES DE NOMES COMO JOHN COLTRANE, WAYNE SHORTER, HERBIE HANCOCK, MILES DAVIS E CHARLIE PARKER, BUSCADO DIFERENTES TEXTURAR, INTERPRETADAS POR MÚSICOS EXPERIENTES, SEMPRE ATENTOS À CRIAÇÃO MUSICAL ESPONTANEA E ABERTOS A NOVAS SONORIDADES DAS MESMAS OBRAS, RESULTAM EM APRESENTAÇÕES SEMPRE COM NOVAS CORES E FORMATOS.  O AO VIVO MUSIC FICA NA RUA INHAMBU, Nº 229, MOEMA.