Posts com Tag ‘Beatriz Rodarte’

TALIGADO5ANOS

Evento que ocorre próximo dia 12 de novembro reúne nomes da MPB, como:
Izzy Gordon, Thiago Varzé Andrea Costalima,Tavito, Lucy Campos entre outros

O web programa Ta Ligado, da ALL TV , completa cinco anos e quem ganha presente é o público. O show de comemoração ocorre próximo dia 12 de novembro, a partir das 20h, no Ao Vivo Music, localizado à Rua Inhambu, 229 – Moema, com grandes nomes da música brasileira, são eles: Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

O programa que é apresentado pelo apaixonado por música e advogado Paulo Ragassi e pela atriz Carolina Hossri, vai ao ar toda as sextas-feiras pela ALLTV, das 15h às 16h, tem um formato bem descontraído que geralmente mescla, entrevista, musical, agenda cultural e dicas. Já é um espaço alternativo conhecido aos que desejam informação sobre as novidades do meio, bem como também pelos que se interessam pelo resgate de artistas consagrados.

“Será uma noite de boa música e muitas surpresas”, revela Paulo Ragassi.

Serviço:

Evento: Ta Ligado comemora 5 anos e promove festa no Ao Vivo Music, com:

Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

Data: 12 de Novembro

Local: Ao Vivo Music | Rua Inhambú, 229, Moema

Horário: A Partir das 20h

Reservas: www.aovivomusic.com.br

Valor: R$20,00

GabrielGuedes

Gabriel Guedes  filho do cantor e compositor do Clube da Esquina Beto Guedes é multi instrumentista , constrói  instrumentos e é idealizador  do Projeto Piano na Praça  que tem o objetivo de popularizar e deixar a disposição do povo em praças públicas o Piano que ainda é um instrumento pouco acessível a grande população. Em Belo Horizonte este projeto já contempla cinco pianos nas Praças da Savassi, Bernardo Monteiro, Praça do Papa, Orlando e Praça Sete.

Neste mês de Setembro o projeto se expande para outros estados, São Paulo e Rio de Janeiro. Em São Paulo o início do projeto já tem data marcada para o dia 21 de Setembro no Vozes do Porão da USP o evento  será para arrecadar fundos para o piano através de um show em homenagem ao Clube da esquina liderado por Gabriel Guedes e pela cantora e compositora  mineira Beatriz Rodarte com participação especial de Tavito  integrante  do Som Imaginário.

Assista ao vídeo de divulgação:

HISTÓRICO GABRIEL GUEDES

Gabriel Guedes

Gabriel Guedes é músico, piloto de avião e luthier, filho do músico Beto Guedes. Apaixonado por aviões, começou fazendo aeromodelos e hoje em dia faz violões, violinos e bandolins. Em 2004 gravou um cd interpretando chorinhos de seu avô Godofredo Guedes. No final de 2012 lançou seu cd autoral, com grandes participações, entre elas seu pai Beto Guedes, Milton Nascimento, Flavio Venturini, Toninho Horta e Lô Borges.            

Gabriel Guedes é multi instrumentista, tendo como instumento base o piano, passando pelo bandolim, viola caipira, violino, baixo entre outros. Sua influência musical, além da música clássica, vem do clube da esquina, onde Gabriel vivenciou todo esse movimento desde a sua primeira infância.

 

HISTÓRICO BEATRIZ RODARTE

BeatrizRodarte

Mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte começou sua carreira aos dez anos. Teve aulas de canto com o mestre Maurício Tizumba. Ainda na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, entre outros.

Mais tarde fez parte do grupo Tambor Mineiro e participou da gravação do primeiro CD “Tambor Mineiro”. Com este trabalho dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis e Milton Nascimento.

 

Ao longo da sua trajetória, teve participações em inúmeros CDs de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum e Trio Bodocó. A cantora também fez parte do grupo Harém da Imaginação.

 

O primeiro disco solo de Beatriz Rodarte, “Circo de Ilusões”, foi lançado em 2009 Neste trabalho, a artista invoca seu talento percussivo e o alia com o potencial da sua voz. A obra marcou sua entrada no caminho das composições autorais e também contou com músicas de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos que elogiaram a interpretação da cantora.

Este ano Beatriz está lançando seu novo disco intitulado Natural que contém nove canções  em estilo soft Rock, sete músicas são autorais com parceiros renomados como Carlos Colla (Compositor predileto de Roberto Carlos, Sandra de Sá entre outros) e Maurício Santini (Compositor de sucessos de Paula Fernandes) e duas faixas são versões de clássicos do Clube da Esquina.

 

SERVIÇO:

Data: 21 de Setembro de 2013.

Horário : 22 horas.

Local: Vozes do Porão. Rua Riachuelo, 194, Centro, São Paulo (“Porão”, sob a Faculdade de Direito do Largo São Francsico).

Consumo: Dinheiro/cartões de débito e crédito.

Ingresso: 20 Reais.

Informações: (11) 999987974

 

SALADESONS2

Beatriz Rodarte cria espetáculo inédito com cenário que une suas criações sonoras e visuais. e nesta segunda edição Beatriz Rodarte convida Dandara, Paulo Monarco, e a fotógrafa Érica Pereira, no Ao Vivo Music, dia 4 de maio às 22H30.

Visualize uma sala de estar totalmente ambientada nos anos 50 e 60, onde você poderá escutar canções e apreciar fotos descoladas, nostálgicas e até mesmo, acompanhar performances ao vivo das imagens do show, projetadas por um fotógrafo convidado.

Ouça a Faixa Natural:

A cantora e compositora mineira Beatriz Rodarte criou um projeto inédito, capaz de unir suas duas grandes paixões: a música e a fotografia. Trata-se do “Sala de Sons e Polaroids”, um espetáculo onde o público possa interagir com fotos e escutar canções exclusivas do seu novo CD “Natural”, além de outras músicas “A ideia é compor um cenário com poltronas antigas, pufes, vinis, vitrola e um espaço para expor fotos. Um clima bem aconchegante, sonorizado com novas e velhas canções”, revela Beatriz. No espetáculo, a artista deverá encenar momentos da sua vida, suas horas de intimidade ao compor e a relação com parceiros musicais e outros compositores. Cada show apresenta uma simulação de como as músicas são criadas e conta com a participação de um convidado especial, tudo com a atmosfera de uma sala de estar, como se estivéssemos dentro da casa da artista. A duração do espetáculo é de uma hora e meia. Duetos e versões inéditas de músicas conhecidas também serão apresentados.

 

Beatriz Rodarte

IMG_0439

Mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte começou sua carreira aos dez anos. Teve aulas de canto com o mestre Maurício Tizumba. Ainda na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, entre outros. Mais tarde fez parte do grupo Tambor Mineiro e participou da gravação de seu primeiro CD, “Tambor Mineiro”. Com este trabalho dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis e Milton Nascimento. Ao longo da sua trajetória, teve participações em inúmeros CDs de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum e Trio Bodocó. A cantora também fez parte do grupo Harém da Imaginação. O primeiro disco solo de Beatriz Rodarte, “Circo de Ilusões”, foi lançado em 2009. Neste trabalho, a artista invoca seu talento percussivo e o alia com o potencial da sua voz. A obra marcou sua entrada no caminho das composições autorais e também contou com músicas de Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Alexandre Az, Tino Gomes e Tom Nascimento.

 

Dandara

dandara

Em 2008 recebeu o primeiro lugar no Festival do Intérprete e da Canção – 1º FICA, em São Paulo. Em julho de 2010 interpretou a canção “Pavana Para Uma Terra Viva” de Tom Zé e André Lima, ganhadora do Prêmio Musique Estadão (2ª Edição Julho 2010). No mesmo ano conquistou o 1º Lugar no 36º Festival de Música de Ilha Solteira com a canção Pirataria (letra: Ieda Varejão/melodia: Dandara). Em sua formação musical, Dandara passou pela ULM (Escola de Música do Estado de São Paulo Tom Jobim), Pat Escobar, Jeane LoVetri e, atualmente, Sandra Espirezs.

Paulo Monarco

paulomonarco

Paulo Monarco (24) é um jovem compositor, cantor e instrumentista. Um dos maiores talentos dessa novíssima geração. Músico desde os onze anos e ganhador de diversos festivais, em 2009 lançou seu primeiro EP. Além de ser apontado como uma das maiores revelações nos últimos anos da música mato-grossense, Paulo Monarco vem construindo uma belíssima trajetória na música brasileira. Em seu repertório canções próprias e inéditas, parcerias com compositores importantes e consagrados – Celso Viáfora, Dulce Quental – além de releituras de músicas de parceiros; muitos deles também jovens autores, responsáveis por boa parte da produção musical brasileira contemporânea.  O modo de cantar e tocar seu violão? No palco se transforma em feiticeiro, guiando o pensamento por caminhos que apenas ele consegue explicar” (Maicon se complementam numa sincronia intensa que evidencia e caracteriza suas canções. “Mais do que um prodigioso violonista, Paulo Monarco revela-se um extraordinário cantor. De forma audaz e despretensiosa, assaz afinado, sem deslizes, está sempre muito a vontade em palco” (Protásio de Morais, Folha do Estado MT). “Quem é Paulo Monarco? Ator? Poeta? Compositor? ProdutorRodrigo, sobre o Calango 2010). Quem não o conhece descobre um compositor ousado, um intérprete vigoroso e um artista que desperta aos ouvidos aguçados atenção. 

 

SERVIÇO

SALA DE SONS E POLAROIDS por Beatriz Rodarte

Participação: Dandara e Paulo Monarco

Fotógrafia: Erica Pereira

Local: AO VIVO MUSIC

Endereço: R. Inhambu, 229 – Moema São Paulo

Quando: 04 de maio de 2013 às 22h

Bilhetera: R$ 20,00

Tel.: (11) 5052-0072

IMG_0439

 

Capa Natura_ Beatriz Rodarte

Naturalmente, deixar fluir, seguir o curso da vida… Este é o mote do segundo CD autoral da cantora e compositora mineira Beatriz Rodarte, “Natural”, obra independente, que conta com nove faixas, direção artística da própria artista e arranjos e produção musical do guitarrista Maurício Caruso. Beatriz Rodarte faz parte de uma nova safra de cantores e compositores de Minas Gerais, com influências diretas do Clube da Esquina e de músicos como Marcus Viana e Milton Nascimento (que gravou um depoimento elogioso e emocionante sobre seu trabalho).

Ouça a faixa “Natural”:

 

O segundo CD de Beatriz Rodarte mostra uma artista mais madura, envolvida com as suas raízes mineiras, mas com releituras modernas do cancioneiro das montanhas, caso da versão da música Para Lennon e McCartney, de Márcio Borges, Lô Borges e Fernando Brant e de Nuvem Cigana, de Lô Borges e Ronaldo Bastos. O novo disco, no melhor estilo soft rock, consagra a força poética e histórica entre Minas e São Paulo, como pode ser observado em Montanhas de Minas, em parceria com os paulistas Maurício Caruso (guitarrista da Sandy) e Maurício Santini (parceiro de Paula Fernandes). “É a unção do bucolismo das paisagens dos verdes morros de Minas com as imagens contemporâneas e o dinamismo das grandes cidades”, define a cantora. Entre as parcerias do novo CD – grande parte das canções é composta com Maurício Caruso – está a inédita Você não sabe quem sou, feita com a cantora Sofia Laura e o compositor carioca Carlos Colla (com músicas gravadas por Roberto Carlos, entre outros). “Natural” também traz Freedom is My Only Faith, primeira composição em inglês da artista com vistas ao mercado internacional. Beatriz Rodarte deve apresentar seu novo trabalho em turnês por São Paulo e Minas Gerais, inicialmente.

SALA DE SOM - 05-04-13

Estréia dia 05 de abril o espetáculo “Sala de Sons e Polaroids” ,  da cantora, compositora, e instrumentista mineira Beatriz Rodarte, com a participação especial do cantor e instrumentista Jota Erre, e da fotógrafa Renata Thompson, no Ao Vivo Music Bar em Moema.

Visualize uma sala de estar totalmente ambientada nos anos 50 e 60, onde você poderá escutar canções e apreciar fotos descoladas, nostálgicas e até mesmo, acompanhar performances ao vivo das imagens do show, projetadas por um fotógrafo convidado. A cantora e compositora mineira Beatriz Rodarte criou um projeto inédito, capaz de unir suas duas grandes paixões: a música e a fotografia. Trata-se do “Sala de Sons e Polaroids”, um espetáculo onde o público possa interagir com fotos e escutar canções exclusivas do seu novo CD “Natural”, além de outras músicas.

Chamada Primeira edição Sala de Sons e Polaroids – Beatriz Rodarte e Jota Erre:

“A ideia é compor um cenário com poltronas antigas, pufes, vinis, vitrola e um espaço para expor fotos. Um clima bem aconchegante, sonorizado com novas e velhas canções”, revela Beatriz. No espetáculo, a artista deverá encenar momentos da sua vida, suas horas de intimidade ao compor e a relação com parceiros musicais e outros compositores. Cada show apresenta uma simulação de como as músicas são criadas e conta com a participação de um convidado especial, tudo com a atmosfera de uma sala de estar, como se estivéssemos dentro da casa da artista. A duração do espetáculo é de uma hora e meia. Duetos e versões inéditas de músicas conhecidas também serão apresentados.

SERVIÇO: SALA DE SONS E POLAROIDS – BEATRIZ RODARTE – JOTA ERRE – FOTÓGRAGA RENATA THOMPSON – LOCAL: AO VIVO MUSIC – RUA INHAMBU, Nº 229, MOEMA – HORÁRIO: 22H –  BILHETERIA – R$20,00 

Beatriz Rodarte

IMG_0439

Mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte começou sua carreira aos dez anos. Teve aulas de canto com o mestre Maurício Tizumba. Ainda na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, entre outros. Mais tarde fez parte do grupo Tambor Mineiro e participou da gravação de seu primeiro CD, “Tambor Mineiro”. Com este trabalho dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis e Milton Nascimento. Ao longo da sua trajetória, teve participações em inúmeros CDs de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum e Trio Bodocó. A cantora também fez parte do grupo Harém da Imaginação. O primeiro disco solo de Beatriz Rodarte, “Circo de Ilusões”, foi lançado em 2009. Neste trabalho, a artista invoca seu talento percussivo e o alia com o potencial da sua voz. A obra marcou sua entrada no caminho das composições autorais e também contou com músicas de Milton Nascimento, Ronaldo Bastos, Alexandre Az, Tino Gomes e Tom Nascimento.

Jota Erre

Jota Erre

Regendo o próprio beat e tendo em mente a sua rítmica com fórmulas inusitadas de compasso, Jota Erre traz a novidade “Jota Erre – Por Extenso” Tendo o ponto de partida de toda a sua criatividade e da voz ímpar à expressão do que sente, marcas primordiais de seu trabalho, o artista Jota Erre explora as facetas de sua sensibilidade e lirismo em seu primeiro trabalho autoral: “Jota Erre. – Por Extenso”. Nada nele é abreviado, superficial. As canções trazem temas atuais, como a sustentabilidade e os tradicionais conflitos nas relações humanas. Os ritmos, as músicas e as melodias são facilmente percebidos nas entranhas das canções. E retratam, acima de tudo, a ‘diversidade’. Diversidade esta composta pelo olhar de um artista com raiz pernambucana, que se transforma e se desenvolve no ambiente cosmopolita de São Paulo e se permite flanar e influenciar pela música de várias partes do mundo.

Renata Thompson

SONY DSC

Renata Thompson, depois de mais de 15 anos de mercado financeiro, foi convertida para a fotografia. O gosto pela arte fotográfica vem desde a infância mas foi preciso um ano sozinha em Paris para perceber que a fotografia era mais que uma paixão mas o seu meio de expressão. Através de sua fotografia Renata procura registrar seu encanto pelos momentos que muitas vezes passam desapercebidos em nosso cotidiano. O trabalho fotográfico de Renata se iniciou em Paris em 2008 e se intensificou até 2012 quando se tornou sua principal ocupação. Hoje além da sua produção artística, Renata também se dedica a retratar pessoas nos seus momentos mais espontâneos e descontraídos. Renata é formada em economia pela Fundação Armando Alvares Penteado, com especialização em finanças pelo IBMEC. No campo da fotografia, fez o curso de capacitação profissional no IIF- Instituto Internacional de Fotografia, além de cursos com os fotógrafos Vera Albuquerque e Marcelo Greco. Renata é uma mãe e esposa feliz.

A cantora e compositora Beatriz Rodarte fará show em Belo Horizonte  dia 07 de novembro no VINNIL CULTURA BAR.

LOCAL – VINNIL CULTURA BAR

ENDEREÇO.- Rua dos Inconfidentes 1068, Savassi

Belo Horizonte – MG – Brasil

Fone/Fax: 55 (31) 3261-7057 / 9124-6182

Quando: 07 de novembro, às 22hs.

Assista ao vídeo de Beatriz Rodarte:

Verão e montanhas. Nem sempre a estação mais quente do planeta está associada apenas a praia. Uma casa no campo e a fuga até a cachoeira são locais indispensáveis para curtir a temporada. Dessa forma, a cantora, compositora e pesquisadora Beatriz Rodarte, começou a trabalhar no projeto de seu novo show “Natural”. Leve, descontraído, simplicidade harmônica e poesias marcantes. Convidar o veranista a mudar o itinerário e ouvir uma música convidativa e relaxante. O Pop, o rock e a soul music são características marcantes no trabalho de Beatriz. Logo, o canto e a poesia são o fio condutor do novo trabalho da cantora. A cantora é das montanhas. Nascida em Belo Horizonte sua música traz a força da poesia mineira com a sutileza e o bucolismo da paisagem dos verdes morros. Sua vinda para São Paulo trouxe uma nova linguagem que contrasta o som das montanhas com a modernidade e dinamismo do som das grandes cidades. Beatriz inaugura esta nova fase que mostra uma cantora envolvida  cada vez com suas raízes e natureza, por isso o nome do novo show é Natural. Depois de trabalhar o seu primeiro disco Circo de Ilusões durante um ano em turnê por todo Brasil, e de ser elogiada por grandes nomes da música brasileira como Milton Nascimento e Marcus Viana Beatriz começa esta nova jornada, enfatizando a música mineira das montanhas.

Beatriz Rodarte tem raríssima tripla militância: é cantora, compositora, e instrumentista (toca tambor, pandeiro, violão). Mineira de Belo Horizonte, Beatriz se descobriu artista ainda criança, aos dez anos. A composição aconteceu quatro anos mais tarde e veio para ficar. Participou de inúmeros projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto, Mostra de Cantores, dentre outros. Ganhou o Concurso de Jingles da Escola da Babaya, pela composição do Jingle “Cantar é Dez”, veiculado nas rádios em Minas Gerais. Fez parte do Tambor Mineiro, fundado pelo seu mestre Maurício Tizumba, participando da gravação do primeiro CD do grupo.Com o Tambor Mineiro dividiu o palco com Chico César, Paula Santoro, Nação Zumbi, Pedro Luis e Milton Nascimento.  Aos 18 anos, foi escolhida como uma das vozes femininas da renomada banda de baile Pendulum, da qual fez parte por cinco anos. Em sua história musical, Beatriz coleciona participações nos CDs de Ezequiel Lima, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum,Trio Bodocó, Péricles Garcia e Banda Pendulum. A cantora também faz parte do grupo Harém da Imaginação. Como intérprete, gravou diversas músicas, inclusive a versão da música “My Romance” titulada em português “Meu Amor”, de Pacífico Mascarenhas. Já fez shows com Cláudio Venturini, Marcus Viana, Thiago Delegado, Pedro Morais, Márcio Bragança (RJ), Anthonio (Candome System), Affonsinho, Luiz Melodia. Em 2009, lançou seu primeiro disco Circo de Ilusões.  Atualmente a cantora mora em São Paulo, se dedica à carreira solo, e está focada neste novo trabalho.