Posts com Tag ‘Dois Tempos de Um Lugar’

Paulo Monarco e Dandara ©Manu Oristanio (1)

Nesta sexta no PROGRAMA TA LIGADO, Paulinho Ragassi e Carolina Hossri recebem nos estúdios da AllTV a cantora Dandara e o músico e compositor Paulo Monarco, falando de suas carreiras e do espetáculo Dois Tempos de Um Lugar – Paulo Monarco e Dandara. “Dois Tempos de um Lugar” – Paulo Monarco e Dandara apresentam um espetáculo no qual os personagens que se entrelaçam através das canções dão vida a história de dois jovens artistas e suas inquietudes. Além disso, mais um clipe das antigas, das que arrepiaram, e muitas dicas culturais para o seu final de semana!!! Tudo isso a partir das 15 h pela http://www.alltv.com.br !

Dandara é um caso raro de cantora com características muito próprias. Além de uma técnica apurada, timbre de voz incomum– é uma intérprete vigorosa, de presença de palco forte, e sensibilíssima. Aos 22 anos de idade e 6 anos de carreira, já foi diversas vezes premiada em festivais de música brasileira por todo país. Destes prêmios destacam-se o 1º Lugar no 36º Festival de Música Brasileira de Ilha Solteira com a música Pirataria que compôs com sua mãe, Ieda Varejão e o Prêmio Musique do Estadão Edição Tom Zé, no qual foi intérprete de “Pavana Para Uma Terra Viva” canção vencedora escolhida pelo próprio Tom Zé. Em sua formação musical, Dandara passou pela ULM (Escola de Música do Estado de São Paulo Tom Jobim), Pat Escobar, Jeane LoVetri (New York/USA) entre outros. Atualmente tem orientação vocal de Sandra Espiresz. Em 2013 o produtor e DJ alemão Markus Popp lançou na Europa, Estados Unidos e Japão o disco Calidostópia, no qual Dandara participa como cantora e compositora em 5 faixas. Partindo de um repertório de canções de jovens compositores brasileiros (Bruno Batista, Caê Rolfsen, Dani Black, Demetrius Lulo, Pedro Altério, Pedro Viáfora, Rafa Barreto, Tó Brandileone, Vinicius Calderoni), Dandara junta-se ao pianista Bruno Piazza e ao baixista Igor Pimenta. A busca é uma sonoridade orgânica, viva, que se apropria de uma formação clássica, acústica. e resignificando essa referência, chegando a uma estética moderna, simples e audaciosa. Vem desenvolvendo o espetáculo “Dois Tempos de Um Lugar” (com direção de Vinicius Calderoni, cenografia e figurino de Caroline Ricca Lee e produção de Daniel Lima) e a gravação do álbum (com direção musical de Swami Jr.) em duo com músico, compositor e cantor Paulo Monarco.

Paulo Monarco iniciou sua trajetória em Cuiabá, onde participou de muitos trabalhos, seja
como compositor, músico, arranjador, dirigindo shows, produzindo discos, mas principalmente no palco, em seus espetáculos, como intérprete de suas próprias canções. Em 2009 lançou (no teatro do SESC Arsenal, em Cuiabá) a edição limitada do EP Malabares com Farinha. A partir deste trabalho inicia constantes excursões pelo interior do Brasil, percorrendo várias regiões e se apresentando em festivais da canção (Fampop, Prêmio Botucanto), mostras e feiras de música (Femucic, Feira da Música de Fortaleza, Conexão Vivo). Como compositor teve músicas gravadas por proeminentes artistas da cena paulistana como Graça Cunha (a cantora da Banda Altas Horas incluiu A saber o sabor, parceria com Álisson Menezes, em seu mais recente álbum: Tiro de Letra), Celso Viáfora (inaugurou as parcerias Venha e Questão de Fé, no álbum/romance Amores Absurdos) e Pedro Viáfora (a parceria Não dê Bobeira, no álbum Feliz pra Cachorro). Já se apresentou em importantes teatros e casas de show em São Paulo, como Memorial da América Latina e Tom Jazz. Vem desenvolvendo o espetáculo “Dois Tempos de Um Lugar” (com direção de Vinicius Calderoni, cenografia e figurino de Caroline Ricca Lee e produção de Daniel Lima) e a gravação do álbum (com direção musical de Swami Jr.) em duo com a cantora e atriz Dandara. Concomitantemente prepara a gravação de seu projeto solo de canções, repleto de parcerias inéditas – com Celso Viáfora, Dulce Quental, Suely Mesquita, Zeca Baleiro –, e com produção de Tó Brandileone e Bruno Giorgi, o álbum Inteiro.