Posts com Tag ‘Gerson Conrad & Trupi’

TALIGADO5ANOS

Evento que ocorre próximo dia 12 de novembro reúne nomes da MPB, como:
Izzy Gordon, Thiago Varzé Andrea Costalima,Tavito, Lucy Campos entre outros

O web programa Ta Ligado, da ALL TV , completa cinco anos e quem ganha presente é o público. O show de comemoração ocorre próximo dia 12 de novembro, a partir das 20h, no Ao Vivo Music, localizado à Rua Inhambu, 229 – Moema, com grandes nomes da música brasileira, são eles: Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

O programa que é apresentado pelo apaixonado por música e advogado Paulo Ragassi e pela atriz Carolina Hossri, vai ao ar toda as sextas-feiras pela ALLTV, das 15h às 16h, tem um formato bem descontraído que geralmente mescla, entrevista, musical, agenda cultural e dicas. Já é um espaço alternativo conhecido aos que desejam informação sobre as novidades do meio, bem como também pelos que se interessam pelo resgate de artistas consagrados.

“Será uma noite de boa música e muitas surpresas”, revela Paulo Ragassi.

Serviço:

Evento: Ta Ligado comemora 5 anos e promove festa no Ao Vivo Music, com:

Izzy Gordon, Beatriz Rodarte, Thiago Varzé, Lucy Campos, Gerson Conrad & Trupi, Tavito, Andrea Costalima e Tércio Guimaraes.

Data: 12 de Novembro

Local: Ao Vivo Music | Rua Inhambú, 229, Moema

Horário: A Partir das 20h

Reservas: www.aovivomusic.com.br

Valor: R$20,00

Anúncios
WM&Gerson_RGB Flyer Na Mata
A noite do dia 27 de março terá um encontro explosivo de sonoridades e repertório de dois talentos da nossa MPB. Gerson Conrad e Walter Mourão se apresentam no projeto “Entre Amigos” no Na Mata Café, a partir das 22h.

 

Gerson Conrad, cantor e compositor, acompanhado de seu grupo “Trupi”, formado por Aru Jr. na guitarra e vocais, André Bedurê – baixo, Carlinhos Machado – bateria e Flavio Franco Araújo – teclados, apresentará clássicos de sua autoria, como a nova versão de Rosa de Hiroshima. Seu novo show, ‘Direto Recado’, é uma reflexão depois de 40 anos do fim do grupo Secos&Molhados (o qual foi integrante) e novas composições que conquistam cada vez mais seu público fiel.

Walter Mourão, cantor e compositor finalista da seletiva do FAMA, apresentará seu mais novo trabalho , “Sonho”, e o melhor do rock contemporâneo. Sua banda é formada por Alexandre Fabbri na guitarra, Naná (Maskavo) na bateria e Tchili (Ex-Lobão) no baixo. O músico acaba de chegar de uma tour bem sucedida em Minas Gerais.

Informações:
Show “Entre Amigos: Gerson Conrad & Trupi e Walter Mourão”
Local: Na Mata Café
Endereço: Rua da Mata, 70 – Itaim Bibi 

Data: 27 de março de 2013
Horário: quarta-feira, 22h
Recomendação: 18 anos (menores acompanhados dos pais ou responsável)
Preço com nome na lista: R$ 15,00 (mulher), R$ 20,00 (homem)

Obs.: a casa tem capacidade para até 250 pessoas e camarotes para 4, 5, 6 ou 8 pessoas

Amigos, no proximo sabado dia 07 de julho, as 18h pela http://www.mkkwebradio.com.br, Paulo Ragassi e Anabel Bian farao uma homenagem aos 40 anos de SECOS & MOLHADOS, com um depoimento exclusivo de Gerson Conrad.

Assistam o video de Gerson Conrad & Trupi de Rosa de Hiroshima em nosso canal do youtube:

No início dos anos 70, o Brasil parou diante da banda mais revolucionária e intrigante dos últimos tempos: SECOS & MOLHADOS. Milhões de cópias foram vendidas. Jovens, velhos e crianças cantavam suas músicas e queriam desvendar este fenômeno. Sua primeira apresentação aconteceu em maio de 1971, no “cavern club” do Bixiga, Kurtisso Negro. No palco, João Ricardo estava acompanhado por dois amigos: Fred e Antônio Carlos, mais conhecido como Pitoco. Os três faziam um som completamente estranho à época, pela união entre uma viola de dez cordas, um violão de doze, uma gaita e um bongô. Por causa disso muitas pessoas foram conhecer o grupo, entre elas Luli, cantora e compositora, com quem João Ricardo fez alguns dos maiores sucessos já gravados. Em julho de 1971, Fred e Pitoco resolvem seguir carreira solo, embora a banda tivesse sido convidada por Solano Ribeiro, à época produtor de discos e de programas de televisão, para gravar o primeiro disco no selo da Rede Globo, Som Livre. João Ricardo não aceita e passa a procurar um vocalista. Por indicação de Luli, vai ao Rio de Janeiro conhecer Ney de Souza Pereira, futuro Matogrosso. Em agosto do mesmo ano Ney muda-se para São Paulo e começam os ensaios do repertório que viria a figurar no primeiro LP dos Secos & Molhados. Curiosamente, a primeira gravação seria a música “Vôo” para a peça de teatro sob a direção de Antunes Filho, que faria parte do segundo álbum anos depois. Na realidade, apenas os dois começaram a ensaiar com a participação na platéia de um vizinho, que tocava eventualmente, chamado Gerson Conrradi, depois Conrad, incorporado mais por uma necessidade estética e uma canção genial. Duraram um ano os ensaios até que eles tocassem em público, no teatro do Meio do Ruth Escobar, que virou um misto de bar-restaurante chamado “Casa de Badalação e Tédio”. O sucesso foi enorme, atraindo centenas de pessoas, inclusive o futuro empresário e um convite para gravar o primeiro LP. No dia 23 de maio de 1973 entram no estúdio “Prova” para gravar em sessões de seis horas ao dia, por quinze dias, em quatro canais. Nada muito tecnologicamente excepcional, mas que venderia 300 mil cópias em apenas dois meses, quando a média dos artistas daquele tempo, era de 30 mil. A partir daí, os Secos & Molhados tornam-se o maior fenômeno da música popular brasileira, batendo todos os recordes de vendagens de discos até então. Em fevereiro de 1974 depois de uma temporada vitoriosa de um mês no teatro Teresa Raquel no Rio de Janeiro, a banda resolve despedir-se da cidade para uma tournée nacional, fazendo um show no Maracanãzinho que bateu todos os índices de público do local.

 

Fundador da lendária banda “Secos&Molhados” apresenta seu novo trabalho, com um repertório inédito e releituras de sucessos como Rosa de Hiroshima, Delírio e El Rey. Neste show, Gerson Conrad recebe convidados especiais da nova geração do rock, como Beto Bruno (Cachorro Grande), Helio Flanders e Reginaldo Lincoln (Vanguart), Joe Silvano (baixista da Pitty) e Daniel Beleza. Direto Recado, que dá nome ao show, é uma carta em forma de música feita por Gerson para seus ex-companheiros João Ricardo e Ney Matogrosso. O show abre a turnê Direto Recado, dia 23 de setembro, às 23h, no Comitê Club. Gerson Conrad, músico, compositor e intérprete, fundador da banda “Secos& Molhados”, volta à cena com o show Direto Recado, no Comitê Club (rua Augusta, 609 – tel: 3237-3068) acompanhado pela renovada Trupi e por diversos convidados especiais da nova geração do rock. O show, marcado para o dia 23 de setembro, às 23h, tem cerca de 1h15 de duração, com a apresentação de muitas músicas inéditas de Gerson Conrad, além da releitura de sucessos do compositor com a lendária banda, entre eles Rosa de Hiroshima, poema de Vinícius de Moraes, que Conrad transformou em música. Direto Recado, canção que dá nome ao show, é uma carta em forma de canção que Conrad fez para seus ex-companheiros João Ricardo e Ney Matogrosso. O show abre a turnê Direto Recado. O preço da entrada é de R$ 30,00 ou R$ 20,00 para quem estiver com o nome na lista (lista@comiteclub.com.br). No show, Gerson Conrad  apresenta seus 15 músicas, onde se destacam canções como Bons Tempos (letra de Paulinho Mendonça – letrista de Sangue Latino),  Teias (letra de Pedro Levitcht), E você? (letra de Alessandro Uccello), Saltando de Banda, Salgada Saudade, Leva  e Feito  Veneno, além da já citada Direto Recado – a maioria inédita e composta dentro de seu estilo de musicar a poesia do cotidiano. Conrad recebe convidados especiais da nova geração da cena do rock, como Beto Bruno (Cachorro Grande), Helio Flanders e Reginaldo (Vanguart), Joe Silvano (baixista da Pitty) e Daniel Beleza. Estes convidados vão se apresentar, ao lado de Conrad & Trupi, nas releituras dos sucessos dos “Secos&Molhados” , como Rosa de Hiroshima, Delírio e El Rey. Segundo Conrad, Direto Recado é uma reflexão de um ex-integrante da afamada banda, cerca de 35 anos depois do término do grupo (agosto de 74), sobre toda a sorte de especulações em torno do mito. “Estas especulações, seguidas de declarações, muitas vezes resultaram em situações conflitantes entre os ex-integrantes da banda”, afirma. E acrescenta: “não renego o passado e sou grato ao que vivi. Mas sempre digo que remoer o passado é uma forma obscura de não dar chances ao presente. E minha postura sempre foi de uma buscar a evolução natural. E caminhar para a frente!” A Banda Trupi é formada por Gerson Tatini – baixo; Aru Jr. – guitarras; Allex Bessa – teclados; Carlinhos Machado – bateria/voz e Gerson Conrad – violões/voz. Sobre Gerson Conrad & Trupi – Gerson Conrad – É um dos fundadores do mitológica grupo “Secos&Molhados” , ao lado de João Ricardo e Ney Matogrosso. Musicou o poema Rosa de Hiroshima, de Vinícius de Moraes, um dos grandes  hits do primeiro disco da banda (73) e sucesso até hoje. Para o segundo disco (74) compôs Delírio, outro sucesso do grupo. Após o término dos “Secos&Molhados”  a grupo, Gerson Conrad prosseguiu sua carreira como artista, paralelamente a sua atividade como arquiteto. Com os “Secos&Molhados”  lançou discos em 73 e 74. Com o término do grupo (agosto de 74), Conrad lançou com a atriz e cantora Zezé Motta o disco Gérson Conrad e Zezé Motta, no qual se destacaram as canções “Trem noturno” e “A dança do besouro”. Em 2002 lançou Rosto Marcado, pela Warner. Ao longo dos anos tem se apresentado com a Trupi em diversas cidades do país, com canções de rock e blues. Em setembro deste ano, junto com a renovada Trupi, lança a turnê Direto Recado. Carlinhos Machado – Baterista e percussionista, desenvolve projetos de blues e rock há vários anos. Tocou, entre outras, com a banda “Kim Kehl & Os Kurandeiros” por nove anos, com quem gravou cd em 2002 e, mesmo após a saída do grupo (em 2005), participou das gravações de “Mambo Jambo”, em 2007. Participou também da gravação de algumas faixas do cd “Introspective Research” do guitarrista Marcelo Mello. Participação, também com “Kim Kehl & Os Kurandeiros”, com a inédita “Problemas”, em 2008, da coletânea “Brazilian Blues” sob a curadoria de Cézar “Heavy” e da Brazilian Stoner Rock’n’Roll. Esteve presente em jam-sessions e festivais com músicos renomados em locais como Bourbon Street, Sanja, Jazz and Blues, Blue Note, Tom Tom Jazz, SESC Santos e em várias aberturas de shows de músicos estrangeiros. Participou, entre outros, do acústico “Brincadeira de Quintal” com Gerson Conrad e Haroldo de Oliveira, com apresentações em vários locais, como bibliotecas, praças públicas e casas de cultura.  Assim como Gerson Conrad trabalha como arquiteto, paralelamente à música. Gerson Tatini – Estudou composição e regência na Faculdade Paulista de Música. Trabalhou com Guilherme Arantes (Moto Perpétuo), Rita Lee, Secos&Molhados e, atualmente, voltou a Trupi, com Gerson Conrad. Tatini morou no Canadá por pouco mais de dois anos, onde desenvolveu importantes trabalhos com grupos de rock progressivo. É também o fundador da banda São Quixote e Yessongs. Tem um longo currículo na noite paulistana. Fez inúmeras composições para peças teatrais, documentários e filmes. Tem influências de rock progressivo e do baixista Chris Squire comquem mantém laços de amizade. Seus intrumentos: Rickenbaker Bass (5), Fender Precision Bass e Jazz Bass, Gibson Bass e Taurus Moog Pedal. Allex Bessa – tecladista de formação erudita. Toca com a Banda do Sol, conhecido grupo de rock progressivo. Músico e compositor, já tocou com O Terço, Yessongs, Tarkus e Sérgio Dias (Mutantes). Faz parte da banda da cantora Rita Lee. Apresentou-se há poucas semanas com Billy Sherwood (ex-tecladista do Yes). Aru Jr. – Músico paulista – guitarrista e violonista – estudou música na UNESP (São Paulo) e na Washburn University (EUA) nos anos 70. Estudou piano, violão, violoncelo, composição e regência. Desde os anos 80 atua na noite paulistana em casas noturnas e clubes. Participou da banda Tarkus, com a qual gravou um DVD ao vivo em um Festival de Rock Progressivo em Niterói em 2006. Fundador do grupo Yessongs, em 1991, participou da banda até 2006. Atualmente participa da Trupi, além das bandas Sun7 e Phorever – Comitê Club – rua Augusta, 609 – 11-3237-3068 (http://comiteclub.com.br) – 600 lugares. De quinta a segunda. Abertura do restaurante às 21h e fechamento às 3h. Início dos shows às 23h, com exceção dos sábados, quando os shows começam à meia-noite. O preço da entrada para o show do dia 23 de setembro é de R$ 30,00 ou R$ 20,00 para quem estiver com o nome na lista (lista@comiteclub.com.br). Cartões: Visa, Mastercard, American Express e Dinners. Estacionamento: não há estacionamento ou convênio, mas existe um estacionamento ao lado da casa; Entrada para deficientes: sim; banheiro para deficientes: sim; ar-condicionado: sim. Preço da água mineral (300ml): R$ 3,80. Cerveja: Devassa longneck – R$ 7,50.  Local especial para fumantes: sim.

SHOW "BONS TEMPOS"

GERSON CONRAD, músico, compositor e intérprete, ex-integrante e um dos fundadores do grupo “Secos&Molhados”, volta à cena primeiro no PROGRAMA TAH LIGADO! do dia 09 de abril, e dia 16 com o show “BONS TEMPOS” acompanhado por sua nova banda “Trupi”. O show, que leva o nome de uma obra gravada em seu primeiro disco solo, reúne não só composições inéditas, como faz uma releitura de antigos sucessos do compositor, em arranjos muito bem alinhados. A música “Rosa de Hiroshima”, um poema de Vinícius de Moraes que Gerson Conrad eternizou em canção, tornou-se referência de repertório, que entre outros sucessos garantem a qualidade do show, marcado pela diversidade eclética de suas composições, tais como “El Rey”, um dos sucessos do grupo Secos & Molhados e as mais recentes, ainda inéditas “Olhares na Madrugada” (Gerson Conrad/Nilton Bustamante) e “Rosto Marcado”- esta, faixa – título de seu último CD lançado em 2002 pela Warner, quarto disco de sua carreira, sendo dois com os “Secos & Molhados”, 73 e 74, e um com Zezé Mota em 75. Serviço: Show ¨Bons Tempos¨ Dia 16 de abril de 2010 Hora: 22:00’hs Local: Café Paon Music Av. Pavão 950 – Moema – S.Paulo Informações e resrvas: (11) 5531.5633 e 5533.5100.

GERSON CONRAD & TRUPI EM BREVE NO TAH LIGADO!

Só quem sabe da influencia dos Secos & Molhados na música e no Pop-Rock brasileiro, entenderá o porque de meu entusiasmo neste texto! Gerson Conrad: Nasceu em São Paulo em 15/4/1952 e desde cedo se envolveu na música por influência familiar. Aos onze anos iniciou seus estudos de guitarra clássica com base na escola espanhola de Tarrega. Entre 16 e 17 anos fascinado pelos Beatles, a Bossa-Nova e a MPB, passou a participar de vários encontros culturais no Bairro do Bixiga, onde conheceu João Ricardo. Juntos planejaram desenvolver um trabalho que fosse original. Algum tempo depois, conheceram Ney Matogrosso e desse encontro nasceu o Secos & Molhados, grupo que marcou época no show-business entre 1972 e 1974. Após a dissolução do grupo gravou dois LPs solo. Atualmente com a banda “Trupi”, grupo de músicos que o acompanha apresentamo-se em show novo repertório e antigos sucessos com uma nova roupagem – como “Rosa de Hiroshima”, poema de Vinícius de Moraes que eternizado em canção, é referência de meu repertório. Suas músicas refletem o cotidiano. Tendências não segue, pois sua obra é universal em sua forma de expressão. Faz um pop-rock em seu contexto com pitadas de todas as influências que possa ter assimilado e prevaleço-me do fato de ser brasileiro. Sua “Trupi” tem a formação clássica das boas bandas. Carlinhos Machado – bateria e voz; Marcio Espíndola Brandão – baixo; Carlinhos Jr. (Jimi) – guitarras; Leandro Delpech – violas, violões e guitarras; Gerson Conrad – violões e voz. Só um exemplo desta OBRA UNIVERSAL: http://www.myspace.com/gersonconradtrupi. Maga Lieri & Paulo Ragassi terão mais uma vez a honra, e a felicidade de receberem Gerson Conrad & Trupi no PROGRAMA TAH LIGADO! do dia 09 de abril.